15 de ago de 2010

by cfps

Vá! Caminhes que a trilha te levará
Aos novos rumos, etapas e cores.
Encontrará novos rostos.
Novos perfumes, novos amores.
Mas, nada se comparado
ao que deixou em seu rastro.

Então vá e sintas o vazio por dentro
A vida incompleta mesmo diante da multidão.
Entenda tua procura incansável.
Descubra o vão que se abriu em tua estrada.
Ainda que lágrimas brotem de teus olhos,
somente tuas pegadas o vento não terá carregado,
pois que não se fez intenso para desfazê-las.

Agora, volta e perceba que és o começo,
o meio e o fim, de toda esta procura
O teu horizonte habita dentro de ti.
A linha ainda que imaginária, é tua companheira.
Nela escreverás a história de teus dias.
Pintarás e darás luz aos teus somente teus
Momentos.

6 comentários:

Daniel Savio disse...

Sempre a procurar o caminho da felicidade, não é...

Fique com Deus, menina M. Nilza.
Um abraço.

angela disse...

Muito bonito. Um poema introspectivo sobre a solidão da vida.
beijos

Sonhadora disse...

Minha querida
um belo poema, já tinha saudade de passar aqui.

Beijinhos
Sonhadora

Fátima disse...

Essa viagem ao interior é mesmo nescessária e saudável, descobertas e buscas, e a certeza de que só nós estamos para nós não é, minha querida.

Agradeço seu carinho.
Fique com Deus.
Beijinho com carinho.

Pérola Anjos disse...

... E que os caminhos sejam os mais bonitos!

Bonito o teu cantinho!

Beijo doce!

orvalho do ceu disse...

Oi, amiga muito querida
Hoje estou um pouco assim mesmo...
Bjs na alma e serenidade pra vc.