31 de jul de 2009

A ti







Um momento para ti, sempre o(a) amigo(a) sincero(a), de todas as horas, que mesmo sem saber como está o coração, a cabeça e o corpo dessa pessoa do lado invisível da telinha que nos une – se declara com tanto carinho nessa presença quase viva e tão real na rotação dos meus dias.

Não se trata de homenagem e sim de um pequeno agradecimento a todos que dividem comigo esse espaço mágico, que vence, no dia-a-dia, as teses de tanto perigo causado por seres bem menos preocupados em acrescentar positividade entre as pessoas que cuidam do mundo virtual.

Esqueçamos das mentiras, dos relacionamentos perigosos, das fraudes, dos absurdos e levantemos o saldo positivo, que colhemos em nossos encontros diários ou não, tão necessários na alimentação do idealismo que apesar da distância nos aproxima tanto e sempre.



"Maravilhas nunca faltaram ao mundo;
o que sempre falta é a capacidade de
senti-las e admirá-las. (J. Schmidt)



27 de jul de 2009

Voz ao vento


Numa delirante obsessão por ti
Vejo o frio invadir meu ser
Anseio a cada minuto
por teu corpo, tuas mãos.
Tudo que me cerca e separa de ti
Transforma-se em objetos animados
Ainda que sejam de pedras,
escutam as batidas de meu coração.
Louca não sou por falar ao vento
Mas insana sou sim por amar-te tanto.
My love alone is lesser of what the desire that I feel for you

26 de jul de 2009

Vovó Feliz

Ultimamente, minha netinha querida você tem dado passos largos em direção à sua independência e crescimento pessoal. Já escolhe suas amiguinhas e os amiguinhos que deseja por perto. Determina que alguma coisa seja melhor pra você, questiona todos os posicionamentos que julga um pouco obscuro para seu entendimento e escuta com atenção as informações novas que lhe são enviadas.

Enfim, você já se intitula “pré-adolescente”. Eu assisto a tudo com um babador bem próximo e um olhar assustado percebendo o tempo voar como um supersônico – meu desejo seria de que o tempo parasse. Assim, eu me deliciaria com seus gestos ainda num tom de infantilidade e graciosidade típico de uma menina; dessa forma eu poderia olhar em seus olhinhos ainda ingênuos e inquietos, buscando em cada lugar, palavra ou pessoa a novidade que enriquecerá sua vida.

Hoje, seus brinquedos ficam num canto e seus dias são preenchidos por novidades eletrônicas, roupas diferentes e escolhidas por você, seus interesses envolvem assuntos que vão longe das histórias de fada, que me pedia para contar antes de dormir, ou aquelas em que eu inventava bem próximas de sua realidade e despertava seu interesse e sorrisos. Aquelas danças sem técnicas que eu arriscava para lhe chamar atenção ou lhe acordar, hoje estão sem graça. As mordidinhas na barriga que lhe faziam ficar sem fôlego, hoje são recebidas com um sorriso amarelo em que eu até consigo descrever como: pára vó, isso não tem mais graça!!

Saudosismo fora, saiba que estou demais feliz com essa menina-moça que surge em minha vida cheia de personalidade, educada e carinhosa. Dessa companhia que tenho com sua presença constante e pronta para outros momentos que chegarão e exigirão de todos nós uma dose de amor elevada, coragem e compreensão, e sei que teremos.

Amo-te menina linda da VÓ!
Poema de: Ieda Martins
Para sua neta: IEDA MARTINS DE CAMPOS.

Minha neta querida
Artista da família
Gatinha faceira
Princesa bela
Mimada dengosa


Ela acaricia sem temor
Com suas mãos inocentes
As vezes me torra a paciência
Com toda a sua agitação
De menina adolescente

Mas me toca o coração
Com sua pureza infantil
Quer sempre uma moeda
Pra um doce ir comprar
Não Sabe, me adoça a vida
Com seu jeito inoscente.








25 de jul de 2009

Amor Criativo

O amor é a arte de criar algo com a ajuda
da capacidade do outro.
Bertolt Brecht


21 de jul de 2009

Criança

Passei por momentos sem perceber
Mas, nunca por uma criança sem ver.
Amo sempre todas as crianças,
pois nelas encontro a pureza,
a plenitude de um sentimento
calmo e verdadeiro
Vislumbro em seus atos a magia de um sonho,
o despertar de um sentimento lindo
a loucura de uma vida sem dor

A você
Você criança, que mesmo sem ser ainda - está
Você criança, que sempre será
Você criança, que amo além de tudo
Você criança, que faço aquém do que devo
Você criança, espelho do que mais quero

ser e ter.

15 de jul de 2009

Eras Indecifrável

Eu não sabia como eras
Mas imaginava teu olhar.
Percebia teu jeito de andar
Até sentia teu cheiro no ar.
Dedilhava cada letra,
em cada momento.
Nos dias, se passava teu vulto forte
Embriagava minhas noites.



Num irremediável basta
Escutei tua ausência,
Aqueci a saudade num manto da verdade
onde tu não penetravas.
Substitui todos os desejos de ti
Por momentos reais e possíveis
Meu sorriso hoje é claro
Límpido como o céu azul
Nos dias quentes de verão.
Não sei navegar em águas mornas
Aprendi com o calor dos corpos vivos
Que a força do amor
Não existe sem o encontro
Sem o toque dos lábios
Sem a cumplicidade do olhar.

11 de jul de 2009

Dois em Um

Em tantos lugares te busquei
Até na galáxia caminhei
Busquei no oculto
pra te encontrar na verdade
Na luz intensa do sol
Tua sombra eu segui.

Com cautela, tentei não feri-la.


A certeza se apoderou de mim.


Um dia isso teria um fim
Ainda pelas sombras
Nossas mãos se encontraram
Numa atração forte
As promessas eternas
Plantaram a doce ilusão.
Distante da razão deixei
O corpo flutuar nessa paixão.





Queria esquecer a cor de teus olhos,
Assim a saudade deles seria menor.
Queria não lembrar do tom da tua voz,
o teu jeito de falar,
o sorriso lindo que só vem de ti,
queria tanto - mas não posso.
O que sinto por ti é além
De qualquer imaginação.
Impossível vislumbrar uma estrela brilhando
e não te reconhecer nela.
Imaginar a vida sem tocar-te
Seria o mesmo que sentir
a escuridão do desconhecido.
As circunstâncias dizem não a nós,
o amor e a paixão - juntos gritam sim.
O coração lacrimeja num eu te amo,
a dor que cresce na alma diz: eu te quero.
O silêncio me acorda todos os dias: levanta e veja!
É a esperança!
E o momento canta.
tua presença é meu maior desejo,
ainda que a saudade seja a imensa dor.

7 de jul de 2009

O valor da liberdade e seu lugar



Tantos brados e cantos ouvimos de vocais inflamados pelas ideologias, que nos fazem crer que o espaço reservado a nós – seres humanos – seja, ainda o mais racional possível.

Entendendo como:


Ser humano - alguém que usa o raciocínio, que pensa, que reflete.

Racional - significa tornar reflexivo, empregar o raciocínio para
resolver problemas. Trata-se de uma operação mental complexa que consiste em estabelecer relações entre elementos dados.

“Ninguém é igual a ninguém. Todo o ser humano é um estranho ímpar.”
Carlos Drummond de Andrade


Deste espaço, de onde se planta e colhe, se respira, se tira, vive e mata, se aprende e cultiva, se ganha o pão, se perde até a razão. Lugar onde o mal se instala no âmago do tal “ser humano”, que trai a própria fé, o juramento ao se formar e se torna um profissional cuja finalidade é curar, é cuidar, socorrer, ser caridoso e dedicado em qualquer momento e situação.

Adentra neste espaço a falta de caráter e humanidade em que se escreve no braço de pessoas informações que, por obrigação e educação, deveriam ser dadas por escrito sobre a quem devem procurar e como saber o espaço que servirá para trazer luz a um ser, também humano. Marcam como fazem com animais a caminho de um abatedouro e tratam como seres irracionais.

“Médico escreve em braço de gestante e a manda ir de ônibus a maternidade no Rio. Bebê morreu”
CBN 6/7/2009.

“Grávida chega em estado grave ao Miguel Couto e médico escreve em seu braço a maternidade para ir e o ônibus para pegar”.

“O sonho de ter uma menina, que viria a se juntar a dois garotos mais velhos, estava prestes a se tornar realidade, mas foi interrompido pela irresponsabilidade e pelo descaso médico durante um atendimento no Hospital Miguel Couto”.


“A Polícia Civil do Rio abriu um inquérito nesta segunda-feira para apurar o caso e já começou a ouvir as gestantes que não conseguiram o atendimento no Hospital Miguel Couto. O médico, que não teve o nome revelado, é acusado de negar atendimento a pelo menos três grávidas que foram ao hospital, sob o argumento de que o local não tinha leitos disponíveis para receber as gestantes. O médico teria alegado que oatendimento estava prejudicado por uma obra no hospital”. Ele teria escrito à caneta nos braços das gestantes o nome e o endereço do hospital que poderia recebê-las. O profissional ainda teria rabiscado no braço das grávidas o número do ônibus que elas deveriam pegar, visto que também não haveria ambulância disponível para transportá-las.”


Ao ouvirmos que o valor da liberdade se encontra onde a colocamos, surgem inúmeras indagações:
- Onde estava a liberdade dessas mulheres ao terem seus braços escritos por alguém que deveria estender as mãos para utilizar equipamentos e instrumentos, que ao longo de seus estudos aprendeu a finalidade maior de dar a luz, dar a liberdade e a vida?

O descaso foi maior.

Tenho lido que a escravidão ainda persiste e existe no mundo, porém com uma visão diversa daquela que se acreditou por tantos anos. O valor da liberdade está na paz que podemos desfrutar com a pureza de nossos atos e consciência. Seguindo este raciocínio constatamos que muitos “senhores” dos grandes estudos, os mestres de todos os mestres podem estar mais escravizados que um subalterno humilde que consegue manter sua conduta de uma forma simples e humanizada de verdade.

1 de jul de 2009

Ah, se tu soubesses
que lembranças tenho!
Que pensamentos

desflorou meus dias!
Oh! Tu não acreditarias

vendo meu sorrir leviano,
nem minhas insensatas alegrias!





Quando junto de ti eu sinto
Esse doce e cálido desejo
flagrante a percorrer em mim,
o aroma gostoso e penetrante
do perfume que exala de teu corpo.

Nos meus olhos incertos a procura,
Na incessante busca apenas o sonho.
E o encontro da sensação gostosa permanecer
A fazer gritar o mais belo sentir
O desejo de te ter em mim.