30 de dez de 2009



A transformação é a mola mestra quando se
faz aquilo de que se gosta.
As mudanças são necessárias para galgarmos
o degrau tão almejado.
A humildade é a professora para
a efetivação de desejos.
A capacidade chega quando unimos
estes elementos e acrescentamos

uma pitada de amor –
daí a grande realização surge como magia.

O valor que designamos para cada
ação ou reação faz do resultado
uma grande preciosidade.
Nem sempre somos capazes de dar um passo
atrás ao percebermos o quanto jogamos fora
as pedrinhas que julgamos inúteis,
quando na verdade são luz que sinalizam
que devemos ter atenção...

Cuidemos de nossos minutos como pedras brutas,
que haverão de serem polidas
a fim de desenhar os caminhos múltiplos
onde os nossos pés e os de
nossos semelhantes irão passar.

Que o ano de 2010 seja motivo

de um Novo Tempo.

28 de dez de 2009


Faço versos, tento rimar, confesso.
Em linhas que se refletem de mim
Meu coração flutua a cada dia
Em momentos únicos
que surgem de ti.
És assim como colo macio
Que me firma como mulher
Como criança em teus braços a sorrir
Na insistência de querer-te alegre
Que escondes nesse sorriso lindo e triste
Em teus olhos percebo o homem
Pé no chão e coração na lua.
Sigo minha intuição:
Infantil, pura e juvenil
Debruço na maturidade
e danço por querer
O melhor que há em mim
Pra ti.

27 de dez de 2009

O NASCIMENTO DE JESUS, UM CORDEL SOBRE O NATAL


(Literatura de cordel é um tipo de poesia popular, originalmente oral, e depois impressa em folhetos rústicos ou outra qualidade de papel, expostos para venda pendurados em cordas ou cordéis, o que deu origem ao nome que vem lá de Portugal, que tinha a tradição de pendurar folhetos em barbantes. No Nordeste do Brasil, herdamos o nome (embora o povo chame esta manifestação de folheto), mas a tradição do barbante não perpetuou. Ou seja, o folheto brasileiro poderia ou não estar exposto em barbantes. São escritos em forma rimada e alguns poemas são ilustrados com xilogravuras, o mesmo estilo de gravura usado nas capas. As estrofes mais comuns são as de dez, oito ou seis versos. Os autores, ou cordelistas, recitam esses versos de forma melodiosa e cadenciada, acompanhados de viola, como também fazem leituras ou declamações muito empolgadas e animadas para conquistar os possíveis compradores.)

Recebi da Ester.


26 de dez de 2009

Você é ou pensa que é?


Quando você pensa que é, apenas se inicia
o seu encontro consigo mesma
Refiro-me a ser uma pessoa maior que aquela menina
de cabelos encaracolados
Aquela que jogava bolinhas de gude
com os meninos e ao mesmo tempo
Brincava com sua única e querida boneca de louça.
Quando você pensa que sabe o suficiente,
Vem uma avalanche de informações
Bem mais atualizada do que
essa imaginada por como definitiva
Provando que você poderá ser reprovada
no teste de tudo que aprendeu.
Quando você pensa que esse mesmo teste lhe mostrou
o quanto você estava enganada e o sábio mesmo
é o começar de novo, fazendo às pazes com a humildade
dando os braços à sabedoria dos mais velhos.
Abraçando-se com a fé que estava guardada em você
E que há muito tempo você sequer sabia existir.
Relembrando-se de que somente Deus tem o poder
Que você é a simples mortal,
Viva! Porque ele assim determinou.

25 de dez de 2009

Os números




O Natal está indo. Mais um ano que paramos a vida dos cristãos para saudar o nascimento daquele que foi e será sempre a redenção da humanidade.

Aguardemos agora, a chegada do brinde e saudações de um Ano Novo de número 2010 que somados resultam no número 3. Acreditando ou não em numerologia. Dizem que eles disciplinam o tempo, fazendo com que a vida diária se torne mais produtiva.
Somos movidos por números e foi Pitágoras, um ser iluminado, pesquisador, filósofo, músico e astrônomo, que revelou aos iniciados, o real valor das letras e dos sons correspondentes. Ele estudou com líderes espirituais da Índia, Egito, Pérsia e de vários lugares por onde viajou durante sua juventude, recebendo todos os ensinamentos que em seguida foram repassados aos seus discípulos selecionados com rigor e critério.

Segundo os estudiosos na área, meu perfil se apresenta assim:

LIÇÃO DE VIDA
6.
Deve aprender a servir com amor, com alegria e com eficiência dentro do lar e na comunidade. Desenvolva a compaixão e compreensão, confortando aqueles que serão atraídos para você na busca de uma orientação ou conselho. Você está entre aqueles que servem, ensinam e trazem conforto à humanidade, equilibrando situações conflitantes. Evite ser teimoso, dominador, possessivo, não imponha suas idéias ou ideais aos outros. Respeite os limites de cada um.

MINHA ALMA
1.
Sujeito inovador, pioneiro, criativo, original, auto-suficiente, qualidades de liderança, quer dirigir grandes negócios, gosta de ser o melhor entre os melhores. Honesto, leal, forte desejo de independência em suas escolhas e ações. Falta-lhe às vezes diplomacia tornando-o refratário ao ouvir as opiniões de outros.

APARÊNCIA
6.

É visto como amoroso e atencioso, preocupado com todos, principalmente com a família e amigos. Inspira confiança, demonstra preocupação em manter tudo em ordem, aconchegante e acolhedor. É amante do lar e do belo. Excelente anfitrião. Por ser ótimo conselheiro, é sempre requisitado.
Dica: Evitar excesso de peso.

O QUE EU SOU
7.
Introspectivo, adquire conhecimentos pela vivência, gosta do silêncio, possui sua própria filosofia de vida, é sensível e observador. Gosta de estudar e com certa frequência faz exercícios de auto-análise, sempre buscando enriquecer seu lado místico e espiritual, desenvolvendo sua intuição e sabedoria. Procura crescer através da espiritualidade fazendo bom uso desses conhecimentos. Sempre haverá alguém ao seu lado procurando encontrar orientação na busca pela compreensão do sentido da vida, se beneficiando de seus ensinamentos. Seu modo de viver é de acordo com as verdades que descobre e não com os padrões pré-estabelecidos. Cuidado para não ficar introspectivo demais, afastando as pessoas de seu convívio. Estar só é bom, as vezes necessário, mas não perca o contato com a realidade. Não seja cético ou sonhador demais. Atrás de uma aparência tristonha e distante existe um coração carente, escondendo profundas paixões. Variações de humor.

DESEJO INSTINTIVO
A
Interesse por idéias novas gosta de mostrar criatividade. Prazer em sentir-se diferente e defender seu ponto de vista mesmo que o mundo inteiro esteja contra. Não gosta de sentir-se dirigido e tem tendências a aceitar conselhos somente quando coincidirem com aquilo que acredita.
Conselho: Seja bem sutil e discreta ao impor suas vontades.

PODER
4.
Sua tenacidade de propósito, mais o fato de ser bondosa, metódica e honesta ajudará a fortalecer seu alicerce para o sucesso. Pode ser obrigada a batalhar pelo seu objetivo, mas a recompensa valerá à pena.


Ano Pessoal - 2010


7
Ano de crescimento interior e reflexão. Haverá um maior interesse por psicologia, meditação e espiritualidade. Sua atenção volta-se para sua qualidade de vida e o auto conhecimento através de terapias.



¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨



Previsão do Ano Universal
O Ano 2010 é um Ano 3 , ano de expansão, sociabilidade e diversão. Pelo mundo haverá incentivo nas atividades criativas ou artísticas. Um ano de romantismo. É um tempo de crescimento pessoal na Terra.



O ano de 2010 exigirá muita dedicação para alcançar grandes projetos; a vibração do número 3 está ligada a expansão, crescimento e criatividade favorecendo perspectivas de melhoria profissional e financeira. O pensamento positivo, ambição controlada e a responsabilidade devem caminhar juntos para que você consiga concretizar suas metas em 2010. O grande desafio será o de saber o momento certo de arriscar e controlar-se evitando ações desnecessárias em momentos inoportunos. Devemos analisar bem a situação antes de tomarmos qualquer tipo de decisão.



Bem, acreditando ou não, o melhor mesmo é prevenir.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Ideias da Milene - Pequeno teste de Natal
Imaginem-se sentado numa pedra na beira de um lago... De repente surge um anjo, com um coração semelhante a este da foto e propõe um desafio:

"Quero que você coloque 3 atitudes ou 3 virtudes dentro desse coração e o ofereça para a pessoa mais perto de ti."

As questões:
1 - Diga quem é você?
2 - Para quem você oferece este coração?
3 - Quais são as três atitudes ou as 3 virtudes?
Bem vamos ao teste natalino!
As questões:
1 - Eu sou Mara Nilza Borba
2 - Ofereço este coração ao José Carlos do Blog Casa do Zé.
3 - Eu coloco neste coração: esperança, uma vida mais tranquila, sucesso nos negócios.

23 de dez de 2009

Um Natal Feliz a todos


Tudo se completa quando permitimos e auxiliamos para que os fatos aconteçam da melhor forma possível. A família, ainda que muitas vezes estejam distantes seus elementos entre si, é a base de nossas vidas. Neste momento, em que se completa mais uma contagem de tempo do nascimento daquele que foi, é e será o exemplo de vida e força, a família se reúne para consolidar esses laços tão profundos.

Desejo que cada vez mais possamos dar continuidade a este ato de fé e união.
Um Feliz Natal e um 2010 ainda melhor, próspero e iluminado a todos que compartilharam comigo durante todo esse ano de momentos felizes e alegres, tristes e de lágrimas, mas que ao final somou também o saldo de uma amizade forte e cada vez mais real.



O Natal traz consigo
matizes de verde, amarelo
laranja, vermelho, azul e salmão
e se misturam às luzes
Num leve tom néon.

Adiam-se as tristezas
Em troca da beleza, brilho e som
ignora-se a fome
com fartura, riso e pão.

As ausências no Natal
fazem enormes vazios à mesa
a incerteza e um desejo
De uma alma cansada
Que procura a saída
uma vida abundante, a libertação.

Jesus numa imagem de menino
muito mais que religião, seita e dança
é esperança saciada, liberdade partilhada
calma, presença, fé e perdão.

19 de dez de 2009

Blogagem Dupla e Coletiva !


1ª Parte

MOVIMENTO DOIS MIL É DEZ - iniciativa do Tiago do Blog Grama Azul

O que 2010 reserva pra você, pra mim, pro país, pros planetas desse sistema? É o que quero saber. Pra isso foi criado o "Movimento Dois Mil É Dez!", uma mobilização onde cada blogueiro expõe suas expectativas sobre esse novo ano.


Imaginando e crendo que o futuro de cada um de nós está intimamente ligado ao que fazemos hoje, vislumbro um 2010 bastante promissor em meu caminho.

2009 foi pra mim um marco. Sei que nem daqui a 100 anos eu deixarei de me lembrar de fatos que aconteceram, isso por que nasceram pessoinhas lindas e importantes-destaco a Giovana netinha da minha amiga de infância Marília já conhecida por aqui. Casaram-se meus dois filhos, é verdade!! Meus dois filhos. Nando em janeiro e Igor em julho. Como podem perceber, tive um 1º semestre bastante agitado e feliz.

Fiz parte da 1ª turma de Mediação Judicial do Rio o que muito vem me ajudando a crescer profissional e pessoalmente.

Infelizmente, nem tudo são flores, já dizia o ditado antigo e perdi um grande companheiro de todas as horas. O homem que dividiu sua vida comigo por mais de 20 anos. Tem sido muito difícil superar essa falta. Curioso como dessa vez sentir na pele o que dizem: sentimos falta quando perdemos... A dor foi intensa, mas as lembranças têm me ajudado a superá-la.

E o porquê vislumbrar um 2010 promissor? Simples. Acredito na boa colheita quando plantamos bons frutos. Sei que fiz o que pude para viver melhor do que antes e este esforço merece resposta positiva.


Nas demais esferas e segmentos, prediro deixar por conta dos futuristas e estudiosos em entender uma pouco mais dessa vida tão complexa.



2ª Parte

Proposta do Blog Ká entre Nós da dupla Jason e Alê


A música em minha vida
Sou do tipo acorda ouvindo músicas. Sempre que posso busco novidades para ouvir, novos talentos para conhecer e saber o que recheia nosso mercado musical.

Por muito tempo eu me intitulei “eclética”, hoje, não me vejo assim. Estou mais seletiva e meus ouvidos também! Gosto de boa música e ouço do clássico ao pop romântico e chega por aí. Não sinto vontade de ouvir músicas que ferem meus ouvidos com seus arranjos barulhentos e suas letras que nada dizem.

A música sempre teve uma importância muito grande na minha vida. Ainda criança, eu acordava quase todos os domingos com as músicas que vinham dos discos de vinil que meu pai gostava de tocar em alto volume. Eram os famosos boleros que ele amava e dançava muito bem. Sua discoteca era pequena e nem um pouco variada, mas consistente o suficiente para despertar em mim o amor pela música.



Pouco depois, eu crescia e começavam os encontros para os pequenos bailes com amigos nos finais de semana. Recordo-me que eu e meu irmão éramos bastante animados e estávamos sempre à frente formando álbuns que iam e vinham de casas diferentes e das excursões que fazíamos. Foi neste momento também que descobri o quanto eu adorava dançar, muito raro eu ficar num canto sem remexer o corpo e isso se dá até hoje. Viajo em mundos inimagináveis quando canto e danço, espanto a tristeza se houver. Faço o sorriso reaparecer mesmo que esteja distante. Os problemas ficam em qualquer gaveta da casa, enquanto o cansaço e dor se despedem e vão embora. A música faz parte de mim.

Ouçam esta música é uma das minhas preferidas



video

17 de dez de 2009


Leve-me por caminhos nunca percorridos,
em sonhos, misture tua pele em minha carne
Quero sentir um amor além do normal
carregue-me contigo sob as asas de um anjo bandido,
sedento de desejos – em chama.
Sacia-me a sede de ter-te pleno, inteiro.
embriaga-me com o perfume de teu corpo, louco.
Descubra-me como se desmatasse o verde.
Vista-me com tua saliva, talvez eu durma...

video

15 de dez de 2009

BLOGAGEM COLETIVA DE NATAL!


Iniciativa da Milla Galvão do Blog
Minhas Memórias



Um Natal marcante.

Ela sempre teve perto de si muitas pessoas. Muita gente lhe queria nesses momentos de alegria. Era criativa, de bom humor e isso a tornava requisitada para as reuniões entre amigos e a família. Brincava com as crianças, inventava roupas de Papel Noel de última hora que afinal rasgava-se antes do término da festa, mas criava.

Dividiu-se entre os pais e os amores que lhe surgiram na vida, entre sua casa e as outras não menos importantes nesses dias de confraternização. Teve filhos, muitos – alguns emprestados, assim como afilhados. Sorria, cantava e dançava e como gostava de dançar!!!...

Muitos foram os anos de um Natal convencional, tradicional – com neve lá fora e calor por dentro de si. Os anos passaram e a vitalidade das pessoas foi também passando. Acho que todo Natal fora muito marcante para ela, faltava saber se o próximo seria, pois em sua ceia faltaria uma pessoa que a fazia sorrir e dançar. Longe, bem longe – perto das estrelas ele estaria Talvez a vigiasse como sempre gostasse de fazer, mas ela não teria certeza. Feliz estaria apenas de sabê-lo bem ainda que distante.
Um belo Natal para Todos Nós!

Parabéns Mari! Parabéns Lanna!






PROJETO REDAÇÃO 2009
Colégio Pedro II




Elas começam assim: “Tem gente que acha sonho de
criança besteira, infantilidade”...

Mariana Borba e Lanna Vieira da Costa


Esta é a página 40

Talvez este seja o início de mais alguns talentos que fazem dos dedos o instrumento para fazer sorrir e chorar, refletir e sonhar, querer e desistir – mãos que trazem aos nossos dias a bela forma de crescermos como pessoas e ocuparmos nossas mentes com algo que torna o inútil em algo belo e substancial. A pedidos: esta é a Lanna - a outra poetisa amiguinha da Mari!!


Mariana é minha sobrinha
. Uma “menina-moça” de apenas 12 anos com firmeza e personalidade em tudo que pensa e faz. A identificação comigo vem crescendo pouco-a-pouco, de uma maneira mansa e gostosa. Hoje, pude ler e sentir o porquê: ela já manifesta interesse pelas letras “falantes” dos textos como eu em sua idade. Uma grande diferença nos separa, felizmente, eu escrevia em cadernos velhos e jamais mostrei às pessoas, ela já consegue ter seus escritos publicados dentre 130 textos escolhidos em um Projeto




O carinho! Obrigada!!

13 de dez de 2009

Em que momento encontramos a felicidade?


Conceitos abstratos e subjetivos são sempre muito complicados para responder e não seria eu simples mortal e tão distante da perfeição, que me habilitaria no palpite de uma definição de tal monta. Mas, posso dizer coisas bem mais simples como: ser feliz é estar com quem amamos e principalmente estarmos diante de nós mesmos felizes. Sei que não é tão fácil como desenhar as letrinhas que transmitem esse parecer, isso porque quando crescemos, já não somos tão translúcidos como uma criança capaz de vislumbrar o melhor do mundo em pouco tempo de vida.

Acho que não podemos perder o foco principal de nossos desejos, nos acostumarmos a querer apenas o essencial – quem sabe assim consigamos sentir ao menos o cheirinho gostoso que a felicidade traz consigo?

Hoje, estou feliz e este sentimento tem destino certo: estou AQUI também, dividindo com outro público não menos importante que o meu, as letrinhas que saem da minha cabeça, do meu querer, do meu sentir para transmitir algo em determinado momento e isto me bastou por hoje.
Obrigada amigo Olavo.

12 de dez de 2009

10 de dez de 2009

Ainda assim, teclando!

Frase do dia.

Eles gostaria de teclar e dizer o que as mãos não dizem !...
________________________________
Estou participando e você?


8 de dez de 2009

Negação


Desisto de tua face. De tua vida, viva!
Nunca mais seguirei teus passos
Largos e fugitivos.
Desisto de dar tempo à vida.
A luz clareia os destroços
E não vejo tuas mãos
Nunca mais amarei sem te ter
Porque eu amei como se fosses vivo
Amei tua glória, teu nome e suor,
Apenas sobrou tua ausência
Foste em mim o vulcão
Hoje, és negação, o rosto invisível
Desisto de me dizer não.

5 de dez de 2009

A bela tristeza


Há uma estranha beleza
No extremo da tristeza
Maravilha aqueles que
Conseguem vê-la
Em seus olhos a luz
Que deseja salvar uma vida.
Ainda que desconhecida...
Faz dessa, prova viva alma ferida.
Imortal pelo amor
Vital por tão poucas razões.


"É intrigante como a beleza pode significar e
imprimir emoções distintas em pessoas diversas.
Para algumas, traz alegria, para outras, a tristeza."

30 de nov de 2009

Ida e volta


ºvº..ºvvº..ºvº
ELE

...Você é tudo para mim.
Para te convencer disso
Eu grito, pulo, esperneio...
Mas, apesar disso,
Continuas, de mim, tendo receio !

Meu amor...não vá embora...
Atende a este rapaz que chora
E a este pobre coração que te adora...

O que é preciso para você acreditar
Que, se você não existisse,
Eu não teria condições de amar?

O que você quer que eu faça?
Quer que eu grite, chore, me ajoelhe ??
Mas, isso, eu não faço mais...
Afinal, por você, muitas vezes me humilhei...

E o mais importante que eu tenho
É o meu coração.
...E, ele, eu já te dei !

ELA

...Mas, se você é demais pra mim também,
como pode duvidar disso meu bem?
Meus gritos são sufocados
Pelo amor cauteloso e não por receio

Não irei embora jamais
Não temas meu rapaz
Se o seu coração me adora
No meu o sangue ferve e implora

Não faça nada, meu amor
Nunca ajoelhes perto de mim
Pois me fará inverter e chorar
Não devemos nos humilhar
diante de alguém que só sabe
amar.


28 de nov de 2009

Brasil brasileiro


1931


É impossível levar o pobre à prosperidade
através de legislações que punem os ricos
pela prosperidade.
Para cada pessoa que recebe sem trabalhar,
outra pessoa deve trabalhar sem receber.
O governo não pode dar para alguém aquilo

que não tira de outro alguém.
Quando metade da população entende a idéia

de que não precisa trabalhar,
pois a outra metade da população irá sustentá-la,
e quando esta outra metade entende
que não vale mais a pena trabalhar
para sustentar a primeira metade,
assim chegamos ao começo do fim de uma nação.
É impossível multiplicar riqueza dividindo-a.
© Adrian Rogers, escreveu em 1931
Recebi por e-mail do José Carlos meu amigo do blog a Casa do Zé


O porquê da postagem?


Sou uma pessoa que evito emitir muitas opiniões aqui neste espaço, pois me consideram uma pessoal extremamente polêmica. Porém, esta colocação chegou tão perto do que penso e acredito, que resolvi postar sobre o Brasil - esse nosso Brasil verde e amarelo, cheio de graça e moças bonitas, bolas nos pés dos melhores jogadores do mundo, que enchem o Maracanã nas tardes de domingo e outros dias também, este Brasil que vive num mundo de faz de conta, pensando ser hospitaleiro, quando na verdade abre os braços para o CAOS. Um Brasil que já espera por jogos de União e se prepara de novo de BRAÇOS ABERTOS para receber pessoas que tentam "até" ficar por aqui ( boxeadores cubanos no PAN-AMERICANO de 2007); Um país que valoriza tanto o internacional que se dá ao luxo de enviar NOSSOS melhores produtos via exportação, deixando-nos as sobras. Afinal, somos bonzinhos e da PAZ!!


É este o Brasil que fala em distribuição de riquezas - que são nossos SALÁRIOS achatados em prol de uma tentativa de fazer valer a ideia de que estamos num modelo de melhor distribuição e que esta seja para baixo. Meu salário sequer me deixou rica, muito menos pode ser orgulho de divisão para os menos favorecidos.


Intocáveis estão as chamadas GRANDES FORTUNAS, pois que inalcansáveis são seus donos. Impostos? Vejo-os todos os meses em meu contra-cheque ou "contra-choque" como dizemos - celebramos tê-los, ainda que metade fique para o fisco e somos obrigados a ler que a PREVIDÊNCIA ESTÁ FALIDA...

AVANTE BRASIL!

Vamos embora brasileiros, quem sabe faz a hora!!!

O que aconteceu conosco?

Será que bebemos xilocaína e adormecemos? Ou será que nos convém sentar e assistir a Banda de Chico Buarque passar?



25 de nov de 2009

Eis meu presente


Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa ganhar a paz tão esperada!
Conseguir a ideologia certa pra viver.
Olhar o verde do campo e sentir interesse
Quero que meu coração bata a mais de cem
Em qualquer curva...
Ser encontrada pela estrela
Acariciada pela lua
Antes de anoitecer.
Contar pra todo mundo
Que meu presente é você
Pichar sua rua
Bater eu sua porta nua.
Fazer de conta que ainda é cedo
E deixar tudo por conta da ilusão.
Deixar meu sapatinho
Na janela da casinha branca
Que fica lá – no mesmo campo.
Eu quero que Papai Noel
Seque as lágrimas que ainda virão
Me dê a mão e cuide do meu coração.

24 de nov de 2009

Presente pra mim

Participação dos jogos do Blog Kriativa da Raquel Machado!

Eu ainda nem tinha pensado em presente de Natal...
E agora preciso dizer algo até sexta-feira. Alguém me ajuda?

Um pouco sobre Mim

Sou veleiro a deriva,

sou mar,
sou solidão
Sou festa
Sou terra fértil,
Chuva fresca,
sou nascente,
Fogo ardente,
águas claras.
Nasço e broto
em qualquer chão.

Sou guerreira,
Sou valente,
Determinada.
Livre
Vento,
Sou brisa
Sou medo, sou desejo,
sonho encantado,
amor inacabado,
o beijo sonhado
e jamais dado.
O abraço apertado,
Sou o sono dos justos,
a noite enluarada,
cantoria afinada,
Sou sorriso e sou lágrimas.
Começo e fim.
Sou triste e feliz.
A eterna aprendiz.

23 de nov de 2009

Nessa rua







Da rua onde moro
Do lar que habito
Da janela que avisto
Não vejo o mar...









Não sinto a brisa
Suave e gostosa da maresia
Nem o frescor que vem
da troca de ar que os dias
e as noites fazem.

A rua onde moro tem poesia
Oriunda da sombra que a lua faz.
Palavras mais belas surgem das nuvens
Ornamentam a janela numa linda tela.

Dela não vejo teu rosto
Muito menos sinto teu cheiro
A lua ilumina a minha rua
Acompanha as rimas que mal feitas
Irradiam a visão que a lua traz
E nela você não está.

22 de nov de 2009

Lua Nova



Eu fui assistir Lua Nova segunda parte da saga "Crepúsculo”.

A série "Crepúsculo" se baseia em quatro romances homônimos de autoria de Stephenie Meyer, que segundo sua editora vendeu 85 milhões de exemplares no mundo todo.

Imagino que alguns estejam estranhando minha “escolha”, adianto que não é meu gênero de filme e nem apoio o sensacionalismo que vem sendo feito em torno de super-produções que param literalmente a vida de tantos pré-adolescentes, adolescentes e muitos adultos, também.

Fui assistir por insistência de minha netinha que adora e lê todos os livros da série. Confesso que achei interessante pelos efeitos especiais que vêm sendo aprimorados dia-a-dia, no mais, que me desculpem os “crepusqueriros” de plantão – nada a ver com coisa alguma a meu ver.

Destaque para minha observação da radical mudança que essa geração vem trazendo consigo. Recordei àquela época em que se enchiam os auditórios de TV e até de rádios para assistir aos quase extintos programas ao vivo. Óbvio que não fui á estréia, até comprei, mas, deixei esse encargo mundialmente concorrido no último dia 20, para a mãe de minha garotinha linda!! Hoje, ela quis o assistir de novo!!! Daí eu não consegui fugir e fui.

Valeu ter feito a dupla compra, porque não há preço quando se ouve da pessoa que se ama tanto: "Lua Nova foi muuuuuitooooo booooom!!!!!!!!!!!!!tava uma loucura. No cinema tooodooo mundo gritando!o melhor dia da minha vida - 20/11/2009!!!!!"
Exageros adolescentes à parte. ..

'Lua Nova' registra a 3ª melhor estreia na história do cinema “Continuação da saga de romance de vampiros fatura US$ 140,7 mi nos três primeiros dias de exibição nos EUA” O Estadão, domingo, 22 de novembro de 2009, 16:32

FENÔMENO
Bilheteria do primeiro fim de semana de 'Lua nova' é a maior do ano
Só no primeiro dia em cartaz, "Lua nova" fez US$ 72.7 . Destes, US$ 26.3 milhões vieram das bilheterias das sessões da meia-noite do dia 20, quando o filme estreou mundialmente.
Globo.com em 22/11/2009

Sem grandes comentários sobre o filme, deixo algumas fotos que a “fotógrafa” aqui fez ao vivo e a cores.

Replay necessário


A lição do Jacaré

Sei que muitos conhecem essa história, que é uma imensa lição de vida. Mas, hoje ( em 7/11/2006) recebi através de e-mail do Nando, meu filho, uma pessoinha que não tem limites dentro de mim e a quem homenageio pelo carinho, caráter e determinação.

** . *.*. * . * . *
** . *.*. * . * . *

Há alguns anos, um menino decidiu ir nadar num lago atrás de sua casa. Na pressa de mergulhar na água fresca, ele foi correndo, deixando para trás os sapatos, as meias e a camisa. Porém, ao cair na água, ele não percebeu que um jacaré estava deixando a margem do lago e indo em sua direção.
Sua mãe, em casa, olhava pela janela enquanto os dois estavam cada vez mais perto um do outro. Apavorada, a mulher correu para o lago, gritando para o filho o mais alto que conseguia.

- Filho! Filho! cuidado!... volte! saia da água.... rápido!


Ao ouvir a voz da mãe, o menino se assustou e começou a nadar na direção dela. Mas já era tarde. Assim que o menino chegou perto da mãe, o jacaré também o alcançou. A mãe agarrou o filho pelos braços enquanto o jacaré o abocanhou pelos pés. O animal era muito mais forte do que a mulher, mas o amor pelo filho, lhe dava forças para não deixá-lo ser levado por aquele bicho perigoso. O desespero de mãe e filho parecia não ter fim, até que, um fazendeiro, que passava por perto, ouviu os gritos, pegou uma arma e matou o jacaré.

Após semanas no hospital, como um milagre, o pequeno menino sobreviveu. Seus pés ficaram completamente machucados pelo ataque do animal, e, em seus braços, continuavam também as marcas profundas, onde as unhas da mãe estiveram cravadas enquanto lutava para salvar o filho amado. Um repórter que entrevistou o menino após o trauma, perguntou se ele podia mostrar suas cicatrizes. A criança, inocentemente, mostrou seus pés.

O repórter ficou chocado com o que viu. Porém, o menino falou orgulhoso:
- Mas olhe em meus braços! Eu tenho também grandes cicatrizes nos meus braços porque minha mãe não deixou o jacaré me levar.


LIÇÃO DE VIDA:
Se você está passando por momentos difíceis, talvez o que está lhe causando dor seja Deus, cravando-lhe suas unhas, para não lhe deixar ir. Mesmo no meio de muitas lutas, Ele nunca vai abandonar você. E com certeza, vai fazer o que for necessário para não lhe perder, ainda que para isso, seja preciso deixar-lhe algumas cicatrizes.

Bom dia a todos.

20 de nov de 2009

Vou ali e já volto – no meu passado infantil

Minha simples participação na
Blogagem Coletiva de Novembro
Brinquedos - dos mais antigos aos mais recentes


Descendente de família humilde e de muitos irmãos não tive a fartura de brinquedos que hoje percebo, mesmo entre as crianças mais pobres. Desses eletrônicos, eu ouvia falar à distância, até porque televisor em casa só vi entrar quando um dos irmãos já era grande.

Longe da tecnologia que avançava, principalmente em outros países, só me restava dedicar-me àquela bonequinha de louça que eu achava linda.

"A MINHA BONECA
Ainda me sorriDe faces rosadas
A minha boneca …Tranças apartadas!
A minha boneca. Boca de carmim
Na minha retina, sorri para mim!
As pernas roliças, o
s braços fofinhos
A minha boneca, dos meus 5 aninhos!
O vestido lindo, de laço escarlate, sapatos pequenos,
Cor de chocolate!
Que saudade infinda s
into no meu peito…
Da boneca linda,Vestida a preceito …! "
Maria Zélia
_________________________________________________
A partir daí, as brincadeiras e brinquedos ficaram por conta dos filhos – quem sabe eu não os tenha substituído? Sim. Com o mesmo carinho que eu guardara por anos o vestidinho da boneca em meu travesseiro, fiz, faço e farei com essas pessoinhas lindas que tenho em minha vida hoje. E estejam certos de que não me fizeram falta os múltiplos brinquedos que deixei de ganhar.

19 de nov de 2009

Um Comentário que virou post



Amiga,

cada vez mais vou fundo nas minhas emoções, sem medo. E isto veio com a maturidade, que quando bem aceita e corretamente nos vai aproximando do melhor de nós mesmos, resgatando, buscando e realizando uma alquimia bonita em valores, sensibilidade, observância, afetividade. Sempre em busca de qualidade e verdade. Mas evidentemente não é para todos de forma igual e muito menos através da maturidade e até e apesar de grandes sofrimentos.


Observo, infelizmente , uma troca de significados muito grande devido a valores rasos e bem superficiais. É comum ver alguem ser chamado de sincero, transparente, quando simplesmente está manipulando interesses próprios e mesquinhos. Bem como ,os que exageram em sentimentos que não são verdadeiros, de forma manipuladora e egoísta. E não só neste item observo palavras com significados equivocados.


Este texto mostra a verdadeira transparência: desnudar alma e coração, mergulhando fundo na afetividade.

Belíssimo! Obrigada, amiga!

SAM do Blog Desnuda

17 de nov de 2009

Por que é tão difícil ser transparente?



"O medo de sofrer é pior do que o próprio sofrimento.
E nenhum coração jamais sofreu quando
foi em busca de seus sonhos."


“Costumamos acreditar que ser transparente é simplesmente ser sincero, não enganar os outros. Mas, ser transparente é muito mais do que isso. É ter coragem de se expor, de ser frágil, de chorar, de falar do que a gente sente.

Ser transparente é desnudar a alma, é deixar cair as máscaras, baixar as armas, destruir os imensos e grossos muros que nos empenhamos tanto para levantar.

Ser transparente é permitir que toda a nossa doçura aflore, desabroche, transborde! Mas, infelizmente, quase sempre, a maioria de nós decide não correr esse risco. Preferimos a dureza da razão à leveza que exporia toda a fragilidade humana. Preferimos o nó na garganta às lágrimas que brotam do mais profundo de nosso ser.Preferimos nos perder numa busca insana por respostas imediatas à simplesmente nos entregar e admitir que não sabemos, que temos medo! Por mais doloroso que seja ter de construir uma máscara que nos distancia cada vez mais de quem realmente somos, preferimos assim: manter uma imagem que nos dê a sensação de proteção.

E assim, vamos nos afogando mais e mais em falsas palavras, em falsas atitudes, em falsos sentimentos.Não porque sejamos pessoas mentirosas, mas apenas porque nos perdemos de nós mesmos e já não sabemos onde está nossa brandura, nosso amor mais intenso e não-contaminado.

Com o passar dos anos, um vazio frio e escuro nos faz perceber que já não sabemos dar e nem pedir o que de mais precioso temos a compartilhar:
A doçura
A compaixão
A compreensão de que todos nós sofremos, nos sentimos sós, imensamente tristes e choramos baixinho antes de dormir, num silêncio que nos remete a uma saudades desesperada de NÓS mesmos.

Daquilo que pulsa e grita dentro de nós, mas que não temos coragem de mostrar àqueles que mais amamos! Porque, infelizmente, aprendemos que é melhor revidar, descontar, agredir, acusar, criticar e julgar do que simplesmente dizer: "você está me machucando". Porque aprendemos que dizer isso é ser fraco, é ser bobo, é ser menos do que o outro. Quando, na verdade, se agíssemos com o coração, poderíamos evitar tanta dor.


Deixemos explodir toda a nossa doçura!

Que consigamos não prender o choro, não conter a gargalhada, não esconder tanto o nosso medo, não desejar parecer tão invencível.

Que consigamos não tentar controlar tanto, responder tanto, competir tanto.
Que consigamos docemente
Viver.
Sentir
Amar.

E que você seja não só razão, mas também coração, não só um escudo mas também sentimento.

“Seja transparente, apesar de todo o risco que isso possa significar.”
Adaptação
AD

15 de nov de 2009

TAREFAS DA 3ª BlogGincana


Gosto muito de interagir e por essa razão tenho participado desta Gincana, eis as tarefas do mês:

1º Fazer um post apontando até três blogs que considere bons e que não se tenham inscrito em nenhuma das BlogGincanas anteriores. Sôbre êles, destaque os temas tratados, e ilustre sua postage/tarefa com pelo menos uma imagem de cada um deles!
2º Comuniquem esses blogs, de que estão sendo motivo de sua postagem.

Minha maior dificuldade será a certeza dos blogs que vou indicar terem ou não participado. Sou nova na Gincana... Enfim, vou tentar não errar.

Minha primeira indicação será o blog do Olavo – Traços de um Homem. É um blog super interessante, pois ele é bastante participativo e muito querido por todos. Não percebo um determinado assunto que se destaque em seu blog, o fato é que tudo que ele escreve é muito pessoal e eu me identifico com sua linha de raciocínio. recentemente esteve afastado e está de volta o que me deixou feliz - fez falta.

A segunda indicação será para o blog do Daniel Sávio – Tesouros em Meio ao Lixão - que com sua irreverência, sempre nos traz algo novo e interessante. Piadas e contos que amo ler e acompanhar. Some às vezes por conta do trabalho, mas sempre volta com suas histórias.

E finalmente, a terceira indicação será o blog Apenas sobre Mim que nos traz uma abordagem bastante jovem e atual. Assina como: Eu e a Solidão - tem 26 anos e seu blog é muito bem preparado de bom gosto seu layout e traz textos bem pessoais. Sua frase de chamada é: “Eu não Sou nada disso que você está pensando, por isso venha com calma”. Interessante não é?