23 de dez de 2010

3 de nov de 2010

19 de out de 2010

Um fim assim


Pedaços de vida que foram rabiscados apenas para o seu prazer, em telas e papéis enviados, em envelopes usados, pequenos poemas e palavras um tanto sem nexo deixando de fora uma pessoa amargurada e complexa.

Pena que havemos de fechar as portas, colher as flores dos jardins antes que murchem de vezes; trancar a janela por onde olhávamos nos olhos e dizíamos palavras silenciosamente de ternura. Não. Hoje, restou-nos a amargo que cresceu nessa árvore que nutrimos sem preocupações e devidos cuidados. Frutos podres apareceram e contaminaram o resto da colheita...
Como num belo e lindo filme, cujo final choramos porque alguém morreu, não foi possível adubarmos nosso solo e fazê-lo firme para suportar as dores causadas por uma paixão sem chão...

Mnilza
29/11/2006

15 de out de 2010

14 de out de 2010

Tantas palavras!


Segui os teus passos pensando
que soubesses o caminho.
Vi-me em teus sonhos perdida,
sem direção a seguir.
Mundos tão estranhos,
Passos errantes, nas palavras ouvi
no reflexo de teus olhos,
afogados em gelo eu descobri:
Falar de amor não é amar,
Nem tampouco querer ninguém
Cai em pedaços, grãos de areia
carregados por marés onduladas
Derreti em teus lábios sentindo
o chão sumir sob meus pés.
Esqueci dos dias do verão que inventei
e sei que tu vives das mentiras que acreditei.

6 de set de 2010

"Está tudo bem em ficar bravo com Deus. Ele aguenta"

15 de ago de 2010

by cfps

Vá! Caminhes que a trilha te levará
Aos novos rumos, etapas e cores.
Encontrará novos rostos.
Novos perfumes, novos amores.
Mas, nada se comparado
ao que deixou em seu rastro.

Então vá e sintas o vazio por dentro
A vida incompleta mesmo diante da multidão.
Entenda tua procura incansável.
Descubra o vão que se abriu em tua estrada.
Ainda que lágrimas brotem de teus olhos,
somente tuas pegadas o vento não terá carregado,
pois que não se fez intenso para desfazê-las.

Agora, volta e perceba que és o começo,
o meio e o fim, de toda esta procura
O teu horizonte habita dentro de ti.
A linha ainda que imaginária, é tua companheira.
Nela escreverás a história de teus dias.
Pintarás e darás luz aos teus somente teus
Momentos.

8 de ago de 2010



Trajo-o, em minhas lembranças, com as vestes simples.
Por vezes, não tem rosto, não me sussurra doces palavras,
Mas, tê-lo em sonho, entre letras ou pensamentos,
Que dão ao meu rosto a paz abençoada,
o brilho reluzente, de uma esperança irrestrita
na metamorfose clara e linda que vem de você.

6 de ago de 2010

Transforme-se


"Sempre acreditei que as profundas transformações, tanto no ser humano como na sociedade, ocorrem em períodos de tempo muito reduzidos. Quando menos esperamos, a vida coloca diante de nós um desafio para testar a nossa coragem e a nossa vontade de mudança; nesse momento, não adianta fingirmos que nada acontece, ou desculparmo-nos dizendo que ainda não estamos prontos."

Paulo Coelho in O Demónio e a Senhorita Prym

26 de jul de 2010

Vida que te quero


A vida é uma dose contínua de um sempre,
inexiste um destino ao fim a que ela se dirige.
Esta viagem pura e simples já é a vida,
Sem preocupação com uma meta determinada,
Dançar, bailar, sentir o som e mover-se alegremente.
Sem o empenho de atingir necessariamente este fim.
Sob pena de não se chegar a lugar algum,
Sem saber se deixou escapar algum ponto,
E fixar à frente e não se saber o resultado esperado...

25 de jul de 2010

Escritor, aquele que escreve?


O dia 25 de julho é um dia dedicado a homenagear o escritor brasileiro, aquele que elabora artigos científicos, pautados em verdades comprovadas, ou textos literários, divididos em vários gêneros. O surgimento da data se deu a partir da década de 60, através de João Peregrino Júnior e Jorge Amado, quando realizaram o I Festival do Escritor Brasileiro, organizado pela União Brasileira de Escritores, a que os dois eram presidente e vice-presidente, respectivamente.


Escrever é uma liberação da mente,
Do corpo, da alma.
Na escrita, damos asas
aos mais variados pensamentos
Viajamos na criatividade,
sem encontrarmos limites
no tempo nem no espaço.

O escritor não tem a missão,
Nem a pretensão de salvar o mundo,
Carrega apenas a responsabilidade
Da honestidade consigo mesmo e
Com seus muitos ou poucos leitores.
Quem sabe formando opiniões?...

Na imaginação fértil, chegamos á fantasia
Ao sonho e ao lugar onde quisermos.

Feliz dia do escritor

30 de jun de 2010

Blogagem Coletiva - Contador de Histórias

CONTADOR DE HISTÓRIAS DE JUNHO:
ASSUNTO:Amor.
TÍTULO: NA Mira do Cupido.
Iniciativa da Raquel Machado


Acho que eu deveria iniciar este post assim: era uma vez... Mas, não sei contar histórias dessa forma, gosto de escrever em versos e nem sei se sai do foco da blogagem. Porém, está aí minha particição. Parabéns Raquel por mais esta iniciativa.



Sempre escondido, com dentes afiados
ali está o cupido, à espreita, em pé ou sentado
Vigilante, esperto e com seu com ar atrevido,
em seu objetivo certeiro e determinado.
Ele menino, com ar ingênuo, aspira

e transpira graça sem parceiro,
ninguém o ultrapassa.
em sua plenitude perfeita
lança e alcança com sua flecha,
corações vazios, esperançosos.
Ó cupido!
Tão cheio de prazer
Olha-te ao te ver surpreso.
Ri ao te ver em desgraça.
Ironiza quando te percebe feliz.
Ó cupido, diga o que foi que lhe fiz?
Vá e me deixa em paz.

25 de jun de 2010


Corações cronologicamente diferentes,
Mentes fixas em pensamentos distantes
Mãos ávidas por carinhos e aconchegos
Braços fortes a espera de um abraço
Pés em busca de caminhos e traços

21 de jun de 2010


Se um dia entrares em minha vida
Que venhas de mansinho,
tal qual aves que pisam leve.
Existem feridas e podes
tocá-las sem querer.

Cuide para que seja lavada minha alma
Toque-me como se dedilhasse
O amor na mais bela canção.
Faça de conta de sentes enorme paixão.
Assim, estamparei no rosto
A beleza da simplicidade,
O amor que sinto sem troca e esperança.
O sorriso que preciso sorrir de novo.
E só tu deténs o passe do sonho
Que me desperta às noites
e alimenta o melhor dos meus dias.

13 de jun de 2010


Ver-te assim, com um leve ou escancarado sorriso
Faz-me perder o fôlego, por horas a fio!
Sem pressa, o relógio perde-se em ponteiros loucos
Nas fantasias quando te imagino dormir
Ao som das canções que sopro em teus ouvidos.

Sentir-te quando me abraças em largos braços
Como se me engolisse em teu âmago
Acolhendo-me em paixão e desejos
Num leve sussurro quente que me incendeiam
Em momentos inesquecíveis e escassos.

Provar-te o beijo a desnudar a alma sem pudor
Nessa doçura única que vem de ti
E do universo de carícias espreitadas por nós
Diante da cumplicidade que trocamos em olhares
Finjo não perceber que os minutos somem no ar
E em breve sumirás nas sombras de corredores
Longos, frios, indefinidamente sem rumo.

12 de jun de 2010

Fotografia by Aline Sena

Por ti serei eternamente atenta.
Nossos laços serão unidos
Pela ternura e afetos jamais esquecidos.
Importa pouco se por aqui ainda estão,
vindos do céu, ou do chão -
A poesia ou cântico que para ti criei
E nesta data te ofertei!
És tu, meu eterno namorado,
Entre chamas, ou no silêncio
da tua ausência, eis
meus versos apaixonados!
Sem data, caminho ou vencimento,
Foi em ti que tantos encantamentos
Descobri e vivi, renasci e até morri.
Do sol, espero renascer
Da luz intensa recebo o amanhecer!
Alimento a esperança e a ilusão
Que jaz de teu corpo inerte.
Na convicção de te amar até morrer!

3 de jun de 2010


Fiquei meses sem escrever.
Passei semanas sem aceitar.
Gastei horas imaginando a razão.
Levei minutos para compreender.
Então, olhei para as estrelas.
Imaginei você. Vi teu olhar,
naquele mar de pontos brilhantes.


De repente, quando já podia escrever.
Parei e sozinha na noite - Chorei.
Não estavas aqui.
Foi por tua causa que parei de escrever.
As letras não se unem,
Palavras se apagam no tempo.
Não chegas a meu livro.
Apenas a esperança resta.
Grita e clama por teu corpo.


Quem sabe, em breve, eu sonhe.
Quem sabe, de repente eu viva.
Talvez eu dedique um poema a ti.
Quem sabe eu te convença deste amor
Absurdamente sem limites.

28 de mai de 2010


Algo em ti eu quero mais que em outros que vi.
Existe algo sobre tua presença que jamais esbocei
Em palavras, pinturas ou coisas assim.
Talvez este querer diferente e discreto
Quem sabe teu sorriso ilumine melhor meus dias?
Ou, teus olhos dizem tudo que desejo ouvir
De teus braços, eu sinta o encanto
que ainda falta em mim.

22 de mai de 2010



NATUREZA E ESPIRITUALIDADE
Blogagem Coletiva – iniciativa da

Rosélia, do blog Espiritual-Idade



A vida vista como em constante movimento, se apresenta de forma progressivamente essencial. Dessa forma, resta-nos o crescimento, sob pena de um grande enfraquecimento que leve na desagregação, suscitando em dor e morte. Assim acontece também em nosso lado espiritual, onde depende de nós a colheita do mal e do bem.

Mas, de que maneira nós – míseros seres mortais – estamos progredindo e acertando nas escolhas? A quem temos buscado para encontrar o caminho a seguir com êxito e alegria?

Bem pouco tenho escrito neste espaço sobre minha vida, minhas alegrias e dissabores. Talvez, por estilo, ou livre escolha, quem sabe por querer me poupar da tristeza que alguns momentos são reservados a esta que jamais deixou de ser um “pequeno projeto de aprendiz de poeta”...

Será que até os poetas têm Deus em suas vidas? Ou seriam eles entes inalcançáveis aos olhos de todos sobre as asas de sua imaginação fértil – tantas vezes débil...?

Certamente, não seria eu uma poetisa. Estou inteiramente ligada à vida dos mortais com letras, linhas, amor, solidão e tantos outros sentimentos vários que espalhei por aqui!! Não sei viver sem conversar com Deus. Ele me escuta com atenção e piedade TODOS os dias. Vejo-o em minhas vestes e pés descalços. Em minha rua e cruzamentos para o trabalho. Sinto-o na lua que fotografo de minha janela, sempre que escancara seu sorriso largo e me chama toda prosa e faceira. Vejo-o sorrir quando o sol aquece-me e banha de calor tornando-me ainda mais viva, corada e feliz.

Dia desses, vi-o também pelas enormes janelas do prédio onde trabalho – ele atravessava a baía que avisto pela janela e ao chegar do lado oposto, sorria e me dizia: o lugar onde você vive foi um belo presente que lhe dei, cuide dele. Não permita que a água seque, nem a chuva transborde os ralos poucos cuidados. Cuide do verde que colori as árvores e do rosa que as flores carregam em si. Converse e grite para que os homens da lei tenham compaixão de si mesmos, pois não sei até quando poderei interceder por este vasto e lindo quintal que os coloquei.

Continuando disse: avise-os de suas responsabilidades pelas tragédias que vêm ocorrendo em todos os continentes. Eu tenho derramado lágrimas para não lhes deixar faltar água; seguro firme as paredes para que não desabem mais lares; desvio o vento para que não arraste uma nação inteira; diminuo a intensidade de vulcões, furações e maremotos para que fiquem alguns e salvem o fundo deste quintal que idealizei com tanto carinho!

Deuteronômio capítulo 20 no verso 19: “Quando sitiares uma cidade por muito tempo, pelejando contra ela para a tomar, não destruirás o seu arvoredo, metendo nele o machado, porque dele comerás; pelo que não o cortarás, pois será a árvore do campo algum homem, para que fosse sitiada por ti?”.


18 de mai de 2010

Despreendimento


Veio disposto a se dar
sem reservas, sem medos.
Inteiro quis ficar, ainda que
não compreendido,
não correspondido,
solitário.
Calou-se diante das dúvidas,
incertezas, medos.
Resguardou-se das dores já sofridas,
dos desentendimentos constantes,
dos sonhos partidos.
Aniquilou-se, por fim,
juntou suas coisas, foi embora...
Sumiu-se dentre as nuvens.
Sorriu-se de um prazer vão.

12 de mai de 2010


Em meus filmes e histórias, sempre termino feliz.
Frustro-me pela realidade
ou pelo medo de tornar meu sonho real.
Os títulos seriam dos mais variados
suspenses, dramas, aventuras, romances.
Sem ter a razão para mim,
meu desejo traduz o melhor desenho
do teu rosto num sorriso infinito.
Repreender-me antes de magoá-lo,
surpreendê-lo com toda a vida que
em mim despertas dentro do sonho
e da realidade que se animam
quando dividimos momentos tão simples.
Infelizmente, em mim resta apenas o sonho
Trajo-te com as vestes simples daquele a quem amo.
Sem rosto, não sussurras doces palavras aos meus ouvidos.
mas tê-lo em sonho, entre letras ou pensamentos,
trazem-me a paz que dão ao meu rosto um brilho
e um semblante imenso da saudade.

8 de mai de 2010

Mãeeeeeee!


Quero lhe falar tantas coisas,
dessas que transbordam em nossos corações
E ficam difíceis pra transcrever, esboçar com os lábios e gestos.

Dessa vez, desejo que minha mensagem alcance uma pequenina mulher.
Sim, ela é pequena na estatura, mas a grandeza de sua alma e coração é imensa.

Ela á a mulher de fibra que me criou, com muita honradez e trabalho, suor e lágrimas, sorrisos e dor, mas ela sorri.

É ela sorri sempre. Suas faces róseas, seus olhos azuis e tão claros que nos confundem com suas lentes já tão avançadas, mas ela sorri.

Mãe - hoje não quero escrever demais. Porque sei que você sabe decor meus textos quando vêem do coração. Leve de mim mais esse ano de carinho e junte em seu cofrinho do tempo , que sua filha TE AMA e nada mudará isso.

¸.•“♥“•.¸.•“♥“•♡ Mãe ♡•“♥“•.¸.•“♥“•.¸

Ilustrando:

Tem coisas que só uma mãe poderia ensinar.

Minha Mãe me ensinou sobre antecipação...
"espera só até seu pai chegar em casa!"

Minha mãe me ensinou sobre saber esperar...
"Calma! quando chegarmos em casa tu vai ver só"...

Minha mãe me ensinou a enfrentar os desafios...
"Olhe para mim! me responda quando eu te fizer uma pergunta!"

Minha mãe me ensinou sobre lógica...
"Se você cair dessa árvore vai quebrar o pescoço e não vai poder ir ao aniversário da sua prima".

Minha mãe me ensinou medicina...
"Para de ficar vesgo menina!
pode bater um vento e você vai ficar assim para sempre".

Minha mãe me ensinou a ser presidente...
"se você não passar de ano, você nunca terá um bom emprego".

Minha mãe me ensinou sobre como me tornar um adulto...
"se você não comer os legumes, vai ficar baixinha para sempre".

Minha mãe me ensinou sobre sexo...
"... e como você acha que você nasceu?"

Minha mãe me ensinou sobre genéticas...
"Você é igualzinho ao traste do seu pai!"

Minha mãe me ensinou sobre minhas raízes...
"ta pensando que nasceu de família rica é?"

Minha mãe me ensinou sobre a sabedoria de idade...
"Quando você tiver a minha idade, você vai entender".

Adaptação M.Nilza

Um bom domingo a todas as mães e muita paz em seus caminhos.

6 de mai de 2010


Se eu puder falar com Deus, pedirei pra te ter pra mim
Se ainda assim não conseguir, insistirei.
Se dessa forma ele não me ouvir, implorarei.
Talvez seja pouco pra ele, implorar. Ajoelho-me
Se de joelhos não merecer a misericórdia, perguntarei:

- O que preciso fazer pra que me seja permitido estar
e ter este alguém que tanto amo?

E ficarei esperando pela resposta um dia,
uma semana, mês, ano, anos e
Séculos. Para sempre.
Adaptado do texto de 28/06/2005

5 de mai de 2010

Semana do otimismo que transforma - Blogagem Coletiva




Um carregador de água na Índia levava dois potes grandes, ambos pendurados em cada ponta de uma vara a qual ele carregava atravessada em seu pescoço.

Um dos potes tinha uma rachadura, enquanto o outro era perfeito e sempre chegava cheio de água no fim da longa jornada entre o poço e a casa do chefe; o pote rachado chegava apenas pela metade.

Foi assim por dois anos, diariamente, o carregador entregando um pote e meio de água na casa de seu chefe. Claro, o pote perfeito estava orgulhoso de suas realizações.

Porém, o pote rachado estava envergonhado de sua imperfeição, e sentindo-se miserável por ser capaz de realizar apenas a metade do que ele havia sido designado a fazer. Após perceber que por dois anos havia sido uma falha amarga, o pote falou para o homem um dia à beira do poço.
- "Estou envergonhado, e quero pedir-lhe desculpas
- "Por quê?" Perguntou o homem.- "De que você está envergonhado?"
- "Nesses dois anos eu fui capaz de entregar apenas a metade da minha carga, porque essa rachadura no meu lado faz com que a água vaze por todo o caminho da casa de seu senhor. Por causa do meu defeito, você tem que fazer todo esse trabalho, e não ganha o salário completo dos seus esforços,"disse o pote.
O homem ficou triste pela situação do velho pote, e com compaixão falou:
- "Quando retornarmos para a casa de meu senhor, quero que percebas as flores ao longo do caminho."
De fato, à medida que eles subiam a montanha, o velho pote rachado notou as flores selvagens ao lado do caminho, e isto lhe deu certo ânimo. Mas ao fim da estrada, o pote ainda se sentia mal porque tinha vazado a metade, e de novo pediu desculpas ao homem por sua falha. Disse o homem ao pote:
- "Você notou que pelo caminho só havia flores no seu lado. Eu ao conhecer o seu defeito, tirei vantagem dele. E lancei sementes de flores no seu lado do caminho, e cada dia enquanto voltávamos do poço, você as regava. Por dois anos eu pude colher estas lindas flores para ornamentar a mesa de meu senhor. Sem você ser do jeito que você é, ele não poderia ter esta beleza para dar graça à sua casa.
" Cada um de nós temos nossos próprios e únicos defeitos. Todos nós somos potes rachados. Porém, se permitirmos, o Senhor vai usar estes nossos defeitos para embelezar a mesa de seu Pai. Na grandiosa economia de Deus, nada se perde.
Participe!


“[...]A grande maioria das nossas dores é fruto dos restos de ontem ou dos medos de amanhã...
Decida como irá alimentar seus minutos, o seu trabalho, o seu descanso, e faça tudo que seja possível para que o dia de hoje seja seu, já que ele lhe foi dado tão generosamente.[...]” AD

3 de mai de 2010

A volta dos anos 60/70?


Era um dia como tantos outros. Um lindo sol apareceu, não fazia calor de suar o rosto. Mas, um sinal do céu trazia consigo o alerta de que seria um grande dia. Talvez, não para mim, nem para você – para aqueles olhinhos inquietos, que viam além do mar e horizonte. Aquelas mãozinhas suadas e frias de alguém tão misteriosamente jovem, de onde o corpinho transcrevia a mensagem que estava pronta para começar a festa.

Acreditávamos que não houvesse mais tal fenômeno, aquele que somente os meninos dos Beatles, Elvis, Menudos e outros que fizeram fãs gritarem até a afonia. Chorarem copiosamente como se estivessem em seus braços. E as transformassem em cinderelas dos lindos contos. Enganamo-nos. Elas são bem mais jovens que as fãs daquela época, afinal os “tempos” mudaram. Hoje, tudo é precocemente vivido com uma enorme pressa dos computadores e o imediatismo das buscas no Google.
Carol (minha netinha querida a esquerda) e sua amiguinha Yasmim

Incrédula com o que via e percebia, eu – mísera mortal diante daquelas cenas que começaram sem que eu percebesse dias atrás, quando da compra dos ingressos eu ouvia: obrigada, eu te amo vai ser o melhor dia da minha vida! E acho que se não foi “O” foi um dos melhores. Tinha de ser com aquela amiguinha-parceira e cúmplice mor de tantos gritinhos e suspiros – que eu jamais senti. Inveja?...

Ambas dividiam seu segredo sem preocupação de escondê-lo. Afinal, seria crime, gostar de um ídolo daquela maneira tão pouco presente em minha vida nos últimos anos? Não. Era um sentimento afagado pela ausência de motivos para sorrir. Numa pré-adolescência que carrega consigo o excesso de consumismo e virtualidade em suas vidas.

Era uma vez um ídolo. Desses que adentram nossas casas e sequer pedem licença. Chegam fazendo barulho com suas vozes estridentes, com traduções cheias de estrangeirismos e sotaques intrinsecamente contidos.
“Isa TKM (Te Quiero Mucho) é uma telenovela produzida pela Nickelodeon Latin America em parceria com a Sony Entertainment Television e criada por Mariela Romero. A Série estreou em toda América Latina exceto o Brasil no dia 29 de setembro de 2008 e no Brasil no dia 6 de Abril de 2009. A Série protagoniza Isabella Pasquali (María Gabriela de Faría), uma adolescente, que enfrenta seu primeiro amor, primeiro beijo, e por sua vez, descobrir quem são seus pais verdadeiros e viver a vida à sua maneira.”In: Wikipédia a enciclopédia livre



Fui testemunha desse sentimento, das lágrimas inocentes que somente a elas pertencem. Estou feliz por assinar embaixo desse dia em suas vidas.

Um linda semana para todos.

1 de mai de 2010

Um dia Sonoro

Letra linda, arranjo perfeito nessa música interpretada por Maria Gadú
Espero que gostem. O vídeo está ao lado.

Certo Não – Maria Gadú

A menina chegou me olhou bem assim
Disse que não da não e me deixou partir
Para onde o amor não pudesse me ver
Só que o meu coração não aceitou esse não e se pôs a sofrer
E que o meu coração não aceitou esse não...

E o medo de toda certeza que chamam de amor
É cedo não quero dizer que foi tarde demais
Vendo os olhos e assim triste, infeliz, incapaz
A vida ficou por ali me olhando por trás
A vida ficou por ali...

Se eu sei dessa dor, ela sabe de mim
Não viveu o amor que eu trago aqui
Se qualquer medo e dor que hoje possa me ter
Se transforma em calor mata o frio do teu peito e me faz viver
Se transforma em calor mata o frio do teu peito e me faz...

E o medo de toda certeza que chamam de amor
É cedo não quero dizer que foi tarde demais
Vendo os olhos e assim triste, infeliz, incapaz
A vida ficou por ali me olhando por trás
A vida ficou por ali...

Eu queria o amor bem assim, logo aqui
Ela não quis e assim fez de nós - infeliz
Quis viver noutro tempo que eu nem sei se virá
Eu me pego a cachaça, desgraça de amor que me põe a chorar
Eu me pego a desgraça, cachaça de amor...

E o medo de toda certeza que chamam de amor
É cedo não quero dizer que foi tarde demais
Vendo os olhos e assim triste, infeliz, incapaz
A vida ficou por ali me olhando por trás
A vida ficou por ali me olhando...

Me olhando por trás
A vida ficou por ali...


Bom domingo a todos

28 de abr de 2010

dobradinha

Ponta Negra - abr.2010

Uma menininha diariamente fazia o caminho
para a escola sozinha e a pé.
Apesar do mau tempo daquela manhã,
do vento forte e das nuvens ameaçadoras,
ela seguiu seu caminho rumo à escola.
Ao longo do dia, o vento foi aumentando e
formou-se uma tempestade com muitos raios e trovões.
A mãe pensou que sua filha poderia sentir medo
ao voltar sozinha em meio ao temporal,
pois ela mesma estava bastante assustada...
Preocupada, rapidamente entrou em seu carro
e dirigiu pelo caminho em direção à escola.
Logo ela avistou sua filha...
Mas estranhou que, a cada relâmpago,
a criança parava, olhava para cima e sorria!
Outro e outro trovão...

E ela sempre olhava para cima e sorria!

Finalmente, a menininha entrou no carro
e a mãe, curiosa, foi logo perguntando:
-"O que você estava fazendo?"
E a garotinha respondeu:
-"Sorrindo!
Deus não pára de tirar fotos minhas!!"

Necessitamos deixar que toda inocência floresça
em nossos corações para podermos ver a bela e
real felicidade, para que deixemos de sofrer com
coisas que não deveríamos.
Seja feliz, sorria mais, pense, antes de ficar nervoso(a)
com coisas que não valem a pena.

História que coube em mim e repasso para você.

*******************************

O amor transforma
Paulo Coelho

'O Amor nunca falha, e a vida não falhará enquanto houver Amor.
Seja qual for sua crença, ou sua fé, busque primeiro o Amor.
Ele está aqui, existindo agora, neste momento.
O pior destino que um homem pode ter é viver e morrer sozinho,
sem amar e sem ser amado.
O poder da vontade não transforma o homem.
O tempo não transforma o homem.
O Amor transforma.'

26 de abr de 2010

Cor roxa - Blogagem Coletiva


Minha participação na Blogagem Coletiva Colorindo a vida - proposta pela




Que cor terá minha vida, meus dias, meu caminho?

Minha vida é uma variação de cores onde nem sempre tenho ingerência. Lembro-me quando ainda incerta, via a vida em cores turvas, às vezes nítidas com brilho intenso, outras suaves trazendo a paz tão esperada!! Surpreendi-me um dia vestindo meu corpo de roxo, era longo e meu corpo esguio o vestia marcando a cintura em torno de um belo enfeite. A juventude o ajudava na beleza e seu tom tornava-se vivo como o corpo que o carregava.

O roxo é a cor dos pensadores, uma cor misteriosa.

É usada normalmente por quem quer atingir o poder.



“Colorir a vida é:
Dar um bom dia gostoso àquele vizinho
Que entra no elevador e nem nos olha.
Ofertar um abraço aos amigos,
na despedida de uma atividade que fazemos em conjunto.
Sorrir para as pessoas que encontramos e que
muitas vezes estão com ar de poucos amigos,
sejam por problemas pessoais ou profissionais.”
Lina Seabra



“Advertência

Quando eu for velha, vou me vestir de roxo

Com um chapéu vermelho que não combina e não me deixa bem

Quero gastar minha aposentadoria em conhaque, luvas de seda

E sandálias de cetim, e dizer que não temos o dinheiro da manteiga

Sentar-me no chão quando estiver cansada

Devorar amostras nas lojas e apertar botões de alarme

E raspar minha bengala pelos gradis das ruas

Para compensar a sobriedade da minha juventude [...]

[...] Para quem me conhece, não fique chocado ou surpreso

Quando eu de repente for velha e passar a usar roxo. “

Jenny Joseph

18 de abr de 2010

Enfim...


Minha imagem lentamente aparece no espelho
No profundo do horizonte busco um lugar
Que me cubra num manto quase santo...



Apenas no mar descubro a calmaria que tanto espero
Afogo no suor da dança de meu corpo a dor
Trazida pela tristeza das pegadas dos caminhos
Idos e vindos.




Invisível aos olhos dos homens
Ninguém me vê
Apenas eu sinto a brisa que bate
Os cabelos que voam e o corpo que treme
O coração oscila num bate e pára


Talvez seja um enfarto nas entranhas
Que lateja desenfreado num corpo débil
Pelo cansaço que vem da desesperança
Da solidão que o frio traz pelas mãos
Depois de um grande êxtase
do desejo saciado!

9 de abr de 2010

Em mim , por mim


Perto de mim, o verde, o sorriso
Dentro de mim, o tudo que penso.
Nas atitudes, minhas esperanças
Nos debates, os meus vazios
Nos encontros, a minha solidão
Na corrida, o meu dia-a-dia
No canto, a minha alegria

Enriqueço meu caminho com fé
Atravesso os espinhos em desespero
Entre montanha, vale e maré
Nem suspeito do meu paraíso

Quero ser livre e cantar
as letras que não saem de mim,
as canções que não componho
Numa liberdade irrestrita, assim.

8 de abr de 2010

De tudo o que restou

Ficou o gosto doce da ilusão
O amargo da dor, na cor da solidão.
Cresceu em mim a esperança
De me reconhecer um pouco mais
No espelho da lembrança.
Nos braços do sono que traz a dança
Na eterna fé que me faz criança.

3 de abr de 2010

Páscoa e Felicidade


Felicidade venha e que seja intensa!
Sorrateira, colorida e clara.
Grite ao mundo onde estás,
Assim eu também verei.

Siga as linhas do poeta
que nunca desiste.
Que quebre esse meu coração de aço.
Insista, não resista.
Que valha de ti um abraço.

Grite tudo o que omito
Quero-te plena, completa.
Ecoando em minha alma.
Provocando amor infinito
Venha e mascare as tristezas.

Venha nua e esqueça-te as vestes
Desde que vire a mesa, e mude o mundo.
És só minha felicidade escandalosa,
crua e virgem assim eu quero
Muda em meu pranto
Que é também teu.

Feliz Páscoa a todos !

31 de mar de 2010


E assim amanheceu meu dia.
Nem imaginava que ele estaria de braços abertos pra mim.
Fiel e perseverante fincava pé ali, como se a espera de um Cristão.
Abri os olhos e pensei em como o mundo tem mudado, como os homens se esquecem de suas promessas!
Como ferem uns aos outros sem constrangimento, sem ética!
Mas, ele não. Continuava com seus braços estendidos e chamava com os olhos, pedia sem falar: Venha! Eu amo você.
Em suas palavras, mesmo que não escritas aos nossos olhos, estavam o apelo, a tranqüilidade de uma vida melhor que só de nós dependeria, apenas aos homens seria dado esse poder.
O arbítrio de ser livre, de ser o tutor de seus caminhos, a peça fundamental da edificação de seu coração.
Nele não havia a cobrança, o julgamento tão presente em nós.
Dizem que já faz tempo, anos, séculos e até colocam um marco após sua chegada – AC –
Mas, não percebo em seu rosto o cansaço, as marcas do tempo.
Suas vestes foram ainda recebidas por escambos, mas guardam a sutileza de uma moda que não vem, vai e volta. São lindas e sublimes tal qual sua linguagem, suas palavras, suas advertências.
Cabendo a nós a filtragem da verdade, do perigo.

Sentir a única realidade: O amor vence.

29 de mar de 2010

Desafio

Recebi este selo da Manuella do Blog
Fragmentos Íntimos e repasso a todos.

Regras:
Completar a frase - A Magia é
"manter-se firme e feliz independentemente dos fracassos"

O estar consigo mesma e ser feliz é um exercício difícil, porém, bastante prazeroso. É fundamental que nos compenetremos a fim de irmos bem dentro de nós e alcançar uma completa dedicação à vida. Para isso a exigência que nos cabe redobra em todos os sentidos.

É neste cenário que entro no tema: “a Magia é manter-se firme e feliz independentemente dos fracassos”. Parece utopia se nos detivermos na análise fria das letras, mas não é.

Fundamental observar e conhecer os movimentos errados em nós; pois eles são a fonte das dificuldades e temos de perseverar em busca daquilo que seja melhor para nós e não prejudique ninguém.

A maneira como percebemos e sentimos o que nos rodeia é a chave que abra a porta do sim e do não. Da alegria e da tristeza. Da vitória e da derrota. Tentemos, pois!

Oferecer a 10 blogs ou a quantos mais quiseres

Ofereço a todos meus seguidores ou não que adotam o carinho para entrar aqui e deixar sua marquinha particular.

Boa semana a todos.

27 de mar de 2010

O que representa uma condenação?


Uma semana marcada pelas lembranças, pela dor de alguns, revolta de outros e aquele gostinho amargo na boca, representando sentimentos vários e mistos de uma mãe que fica sem o seu bem maior – a filha.

O grito de justiça visto ou não, traveste-se em lágrimas e mal-estar. Num gesto de fuga aparente de um lugar que lhe traz à tona a pretensão de um sentir, que jamais se traduzirá em penas, em julgamentos, em cárceres, em grades e privações.

Quem haverá de suprir-lhe os carinhos daquela mãozinha no rosto?
O que poderá substituir os contos diários após a escola?
Quem lhe servirá de incentivo para lutar por dias futuros?
Qual será a pena aplicada a saudade que sufocará seus dias?
Quem haverá de revelar com lealdade e fidelidade o corpinho crescendo diante do tempo?

Certamente, a justiça dos homens está longe de responder.
Obviamente, aos homens Deus não concedeu a graça de alcançar tal sabedoria.

Bom final de semana a todos!

25 de mar de 2010

21 de mar de 2010

Só ou solitário?




A solidão se esconde na sombra
De um deserto nas pessoas sem amor
Na ausência de firmeza de alguém
Tão presente que se faz sumir
Diante de falsas esperanças.

Ausenta-se ao redor do desequilíbrio
Do pseudo-amante que apenas engana
A si e a todos que cruzam seu caminho
A solidão é a mãe de quem se deixa
Descansar no leito da vergonha
Na rede, na brisa,
no vento soprando mentiras.

Ela varre o pó dessa frondosa árvore
Feita e nutrida por falsidades ideológicas
Sentida na dor da boa-fé e do caráter.
Pois, nega a quem lhe estende a mão
Opta pela companhia da paixão
Delicia-se entre as pernas da ilusão
Morre coberta pelas redes que a faz só.

20 de mar de 2010

Dia do Blogueiro - 20 de março


Parabéns para todos nós que nos aventuramos nesse mundo mágico de escrever, ler e interagir !
Parabéns blogueiros!!!

Eu trouxe o selo do blog Ideias de Milene da Milla Galvão e repasso para vocês.

19 de mar de 2010

Loucos



Onde foi que aprendeste a me olhar assim?
Vá, toma, leva.
Emprestei-te um pouco, agora leva o resto.
Não tenho o que fazer com o que ficou de mim.
Amo minha loucura, tal qual a ti.



Encontrei alguém
ainda mais louco que eu.
E até escreves!...
Tuas palavras são tão eternas
Que eu poderia morar nelas
Ser cada letrinha de tua frase.
Me salva no teu computador,
Escreva uma história linda
Assim, vai matar-me de vez.
Nossa loucura junta nos salva.
Tu me salvas.
Ama o que há de pior em mim.
Então leva. Leva-me e não devolva.
Leva-me e construa um bar em ti,
Deixa-me embriagar até o fim.
Porque nada mais nos resta.
Eu te resto. Eu e nossa loucura.

Temos vida, um coração que ainda bate.
Temos nossa falta de juízo, nossas palavras,
Nossos livros, canções e uma imaginação sem fim.
Será preciso mais?




Recebi este selo da Angela do Blog Carinhos-Entremeios. Feliz eu ofereço a todos os seguidores deste blog que com tanto carinho deixam seus comentários aqui.
Obrigada Angela!!