6 de mai de 2010


Se eu puder falar com Deus, pedirei pra te ter pra mim
Se ainda assim não conseguir, insistirei.
Se dessa forma ele não me ouvir, implorarei.
Talvez seja pouco pra ele, implorar. Ajoelho-me
Se de joelhos não merecer a misericórdia, perguntarei:

- O que preciso fazer pra que me seja permitido estar
e ter este alguém que tanto amo?

E ficarei esperando pela resposta um dia,
uma semana, mês, ano, anos e
Séculos. Para sempre.
Adaptado do texto de 28/06/2005

3 comentários:

angela disse...

Um amor que vale a pena.
beijos

Sueli disse...

Não desista! Vale a pena! Lindo! Abração!

Daniel Savio disse...

Ai, ai, só olhar o teu coração menina, dentro dele...

Fique com Deus, menina M. Nilza.
Um abraço.