23 de fev de 2011

Nos trilhos


O caminho pra aonde vou, não vejo,
Apenas sinto: forte, robusto e ardente.
Nas cores que imagino incolor ele veio
No céu eu vejo as estrelas solitárias e
Os satélites respondem num eco surdo.
No mar, os peixes saltam em coro,
os golfinhos cantam, ouço e respondo
E ele não está lá também.
Os trilhos anunciam a chegada de mais
Um trem que vem de longe, de perto, logo ali.
Minhas expectativas ficaram na estação anterior.
Encontrou outro bem, abraçou outro amor.
Ficarei aqui, esperando o próximo – trem.

10 comentários:

Ju Fuzetto disse...

Lindissimo!!!

beijos

Angélica Lins disse...

Tão lindo!
Adorei =)

Daniel Savio disse...

Bonito, mas denota um pouco de solidão...

Fique com Deus, menina M. Nilza.
Um abraço.

Mari Amorim disse...

Muitas vezes no próximo trem,a parada se chamará estação felicidade,acredite.
Um excelente final de semana,com boas energias,saúde,paz e luz!Obrigada pelo carinho.
bjs,
Mari

Multiolhares disse...

o problema na caminhada é que nunca sabemos qual a estação certa para entrar ou sair, por isso vamos assim procurando as cores da vida
bjs

Luma Rosa disse...

"Minhas expectativas ficaram na estação anterior" - passado enquadrado em um presente livre para alimentar novas expectativas!! Assim seja!! Beijus,

angela disse...

Muito bonito.
Muitos trens virão.
beijos

A Sentinela disse...

Hey,

Tenho primas no Rio,
Who knows some day...

Tiago P. disse...

Apesar de não ser fã deste estilo, curti.

Vou passar aqui mais vezes.

Evanir disse...

Linda essa sua espera porém triste ..Quem sabe um dia não descera na estação onde você espera.
Desjo que sim .
Estou conhecendo seu blog hoje.
beijos,Evanir.
http://aviagem1.blogspot.com/