3 de fev de 2010

letras e saudades


Faz tempo que te vi pela primeira vez.
Eu te lia nas entrelinhas das frases e textos
Tentativa de te fazer comum, casual.
Não eras o primeiro que
eu via e lia daquela maneira
Depois o encontro, o abraço
Os beijos múltiplos e sedentos.
No vai-e-vem dos dias,
os anos se passaram.

Um enorme carinho eu senti por ti
Saudades, muitas saudades
Do teu calor, dos teus lábios
Seu sorriso largo e farto.
Dos desencontros sobramos nós
Amigos talvez, consumidos pelo que restou
Dos momentos que não voltam
Apenas em lembranças e sonhos.
Hoje, a esperança de saber-me
Só.

7 comentários:

Daniel Savio disse...

Mas no amor sempre há momentos que lembram a magia da primeira vez...

Fique com Deus, menina M.
Nilza.
Um abraço.

Dalva disse...

Apesar dos desencontros as lembranças sempre permanecerão... dos bons momentos, como sementes de esperança.

Uma noite de paz!

Bjs.

angela disse...

Triste, amiga.
Todavia o que foi vivido ninguém nem nada pode mudar.
beijos

Uma Mulher de Fases disse...

Que lindo, mas me pareceu triste.
O importante é que sempre levamos conosco o que vivemos, sejam as coisas boas, sejam as ruins, mas os amores, ainda que tenham acabado sempre nos ensinam alguma coisa!
Beijos

Desnuda disse...

Minha querida e linda amiga,

esta é a bagagem da nossa vida. E como disse é a real riqueza que temos : carinhos, lembranças, afetos. Obrigada.


Carinhoso beijo.

Multiolhares disse...

Existe sempre um tempo muito próprio para tudo, se algo esmoreceu devemos de deixar prevalecer os momentos mais belos mais felizes
beijinhos

Larissa Alves disse...

bom,eu não tenho um olhar critico sobre textos em geral,mas eu gostei desse.tem um q nele que encanta e nos faz pensar,sobre o que passou,sobre as lembranças que o tempo leva mas a vida sempre vai guardar.parabéns :*