28 de ago de 2009

Eterno



Impossível não recordar de ti, se ainda vivo.
A eternidade será palco de tua presença
Circulas meu sangue, navegas meu ser.
Penetras ardente na luz dos meus olhos.
Para sempre serás o princípio.
A primeira sensação.
A lembrança viva
O anjo que paira em minha escuridão.

Guardo-te ainda que a inverdade grite.
Assim, a esperança acalma a tristeza
que adormece e acalenta minh’alma.

10 comentários:

Olavo disse...

rsrsr..seu livro deve estar chegando rs
Beijão

Cybele Meyer disse...

Olá Nilza,

Fiquei feliz que você vai participar da blogagem coletiva.

Coloque o selo no seu blog e depois que fizer a postagem me envie o link para eu postar lá no blog.

Agradeço a visita e volte sempre que quiser.
beijinhos

angela disse...

M. Nilza
A esperança é o consolo que em certos momentos nos resta. A esperança e o sonho.
Belo.

angela disse...

Tem um premio para você no meu blog.
Venha busca-lo.
beijo

[ rod ] ® disse...

Recordar é ainda guardar o vivido vivo. É ter a certeza de ir onde estás.

Bjs moça,





Novo dogMa:
acaBou...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Menina do Rio disse...

Guarda pois, é assim que eternizamos presenças que nos acalentam...

Beijo pra ti querida e tem um ótimo final de semana

Desnuda disse...

Nilza,


Guardar a esperança para com ternura acalentar a tristeza é um sentimento bonito!



Beijos e meu carinho.

Zé Carlos disse...

Oi menina querida, seu blog MNilza, cada dia mais elaborado, vc a cada dia mais linda e seus poemas mais doces... menina, carregue esta 'esperança' sempre na sua vida, ela é a mola que move o coração apaixonado. Bjs do Zé

Stella Tavares disse...

Um lindo e sensível texto! Adorei os textos, adorei o blog! Com certeza, voltarei.
Bjs.

Daniel Savio disse...

Ai, ai, não recorde, apenas viva algo belo (parece que o texto se refere a um amor antigo, entõa viva um novo)...

Fique com Deus, menina M. Nilza.
Um abraço.