26 de mar de 2009

O que tenho feito de mim?



Based on the story "A Conversation with my Father" by Grace Paley




Sabe um daqueles momentos chatos que nos fazem refletir sobre nós?

Pois é, estou nele e dentro dele, aff!

Acabei de ler sobre o texto do
e aí mesmo percebi nitidamente essa chatice em que me encontro comigo ( sei da redundância, foi proposital necessariamente)

O texto é muito bom e recomendo. Fala de tempo esse amigo e tantas vezes inimigo que temos e jamais poderemos abrir mão dele. Não depende unicamente de nós, se ele vai estar presente em nossos dias, em nosso trabalho e muito menos em nossas amizades: outro foco do texto.

Em princípio me considero uma pessoa otimista, até que surja algo que me tire do sério, verdade: eu saio do sério e a coisa fica estranha..rs

Voltemos ao Tempo.

Na política ele tem sido implacável, pois andam fazendo com “ele” – pobre coitado – o que querem. Ficam até muitos anos num governo de m.... e mais uma vez, eu nada faço para fazer com que ele voe!!! Única chance de troca.

No estudo, pobres professores, cada vez mais pobres e ameaçados – verdade!! Eles são ameaçados por alunos, creiam, sei que algumas pessoas com certo favorecimento financeiro, ficam distante dessa fatia maior da população e por isso não acreditam, mas tenho conhecimento de causa.

No trabalho, “ele” tem feito uns estragos também. São presidentes que ficam e vão - nada dizem, quem sabe a história vai lembrá-los um dia com um belo quadro na parede? A impressão é a de que eles contam exatamente o TEMPO para descansar em sua poltrona e brincar com os netinhos amados, nada contra se não fossem os tantos mil funcionários que aguardam atitudes e menos inércia...

Não entristeçam. Poderá vir um mais jovem e certamente cheio de idealismos, fará o que todos precisamos... Mero engano. Ele pode usar o TEMPO para o seu futuro, muda daqui, muda acolá. Exonera – nomeia novos profissionais de confiança – renomeia os que estavam numa sala e os coloca em outra – aparece na mídia como o tal, sobe até morros!!!!!!!!!!!!! É necessário, não riam, por favor.

Em seu lar – doce lar! “Ele”, ainda o TEMPO parece mais implacável, o cansaço chega - as doenças em pessoas a quem você ama tanto dão sinais de que talvez não haja tanto tempo assim e sofre. Os sinais deste sofrimento surgem em nós também, porque aquele rosto tão jovem e lindo, já não está assim. As marcas das dores nos fazem calar e engasgar num soluço que teima em querer sair, o melhor mesmo é engolir, afinal : Nós somos fortes, fortes, fortessssss!! Isso é uma música.

Nas amizades, “ele” é mais feliz – às vezes – quando acima de tudo sorrimos, diante desse tempo arrumamos um “tempinho” para um bate-papo ainda que seja ao telefone, além da escassez, um chopinho surge no meio da semana fazendo quebrar as lembranças daquele tempo que gostaríamos de esquecer e fazer recomeçar.

Perdoem a falta de tempo, depois disso perdoem a minha chatice – juro : ela passa.


As Frases:

Lula diz que crise é causada por 'gente branca de olhos azuis'

Famosos participam da Hora do Planeta no Brasil e no mundo

São precisos dois para fazer a paz.(John Kennedy)

Nós nascemos sozinhos, vivemos sozinhos e morremos sozinhos. Somente através do amor e das amizades é que podemos criar a ilusão, durante um momento, de que não estamos sozinhos. (Orson Welles)

Árvore
De vez em quando precisamos sacudir a árvore das amizades para caírem as podres. (Mário Silva Brito)


O Poema

Deus nos dá pessoas e coisas, para aprendermos a alegria...

Depois, retoma coisas e pessoas para ver se já somos capazes da alegriasozinhos...

Essa... a alegria que ele quer
João Guimarães Rosa

9 comentários:

Zé Carlos disse...

Oi menininha querida, a gente passa por fases deste tipo, e ainda bem que as fases acabam passando por nós e indo embora!!!

Te cuida, vc é muito importante para mós.

Beijão do ZC

Codinome Beija-Flor disse...

Nem sempre há tempo, de esperar pelo tempo, o tempo que desejamos (às vezes rápido, outras vezes lento).
Mas o tempo ainda é o melhor remédio.
Abraços

Menina do Rio disse...

Ah! O tempo, esse eterno vilão. Anda me fugindo...
Gostei da frase do Orson Welles. Somente através do amor e da amizade, podemos "criar" a ilusão de que não estamos sós...

Quanto ao blog, estou dando um tempo.

Um beijo pra ti

Jaqueline Sales disse...

Você tem companhia "de fase", Nilsa. De acordo com um amigo astrólogo, é saturno quem está causando esse redemoinho de sentimentos e emoções. Mas não acho que seja saturno não. Acho que sou eu mesma, nós, quem ainda buscamos respostas às nossas perguntas.

Fica bem, amiga.

BeijUivoooooooooooossssssss da Loba

Pena disse...

Talentosa e Brilhante Amiga:
Sim! Nós somos a crise. Uma crise que nasceu connosco, mas da qual não somos responsáveis. Políticos...os que nos governam...?
VOCÊ comporta um Mundo admirável.
A sua poesia das palavras parece que fala com Deus, só isto é possível.
Majistral de genialidade soberba.
O seu extraordinário texto expressa uma beleza imensa indefinível e ímpar de um sentir fabuloso e fantástico.
Lindo...de se ver...de observar minuciosamente numa Alma gigantesca que é a sua. Inacreditável por ser imensa...sabe, "Imensa"...?

Beijinhos de apreço e muito respeito.
MUITO OBRIGADO pela atenção dedicada e expressa no meu blog que adorei.
Sempre a admirar o que faz...

pena

OBRIGADO, amiga!

Janaína Vianna disse...

Dizem que o tempo é bom para curar feridas e fazer tudo passar, minha pergnta: qt tempo?

Bjs

Felinea disse...

gostei do teu canto!

e Florbela Espanca é uma das minhas preferidas :)

miado carinhoso para ti.

Odele Souza disse...

Oi Nilza,

Gostei muito de seu blog.

Passei para te agradecer pela visita e comentário no blog de Flavia. Obrigada também pelo link.

Um abraço.

Daniel Savio disse...

Texto interessante sobre o tempo, mas acho importante demais para perdemos com o que foi e / ou o que podeira ter sido.

Fala da crise é facil, quero ver alguém falar sobre a solução para a crise (isso sim é díficil).

Frases interessantes.

Fique com Deus, menina M. Nilza.
Um abraço.