3 de out de 2009

Na confusa vida


Tantas vezes submersa no encontro comigo mesma, ao me encaminhar para o sono, vem-me as mais diversas ingagações sobre o que fazer, como fazer diante desse amor. Aberta a mente, fantasio estas lições, encenando-as passo a passo, cada fala, cada gesto, tudo tão perfeito. Sempre termino feliz, assim como logo esse ímpeto é desmascarado e me frustrando frente a frente com realidade – este sonho não pode ser real.


Meu desejo é tão somente saber a melhor forma de desenhar no teu rosto um sorriso, surpreender-me com a vida que você me desperta, por todo o sonho e realidade que se animam quando dividimos momentos tão simples.


Mas, a cruel distância me encontra e nela não existe passado, nem presente, somente a expectativa frustrada de um futuro, onde o percebo nas sombras. Infelizmente, de mim o fantasma não se apodera. Sem rosto, não me sussurra doces palavras, mas surge em sonho, entre letras ou pensamentos, trazem-me a paz abençoada que dão ao meu rosto um brilho reluzente de uma lágrima e um semblante imenso em saudade.

10 comentários:

Daniel Savio disse...

Bem, geralmente dizer eu te amo, e fazer por onde, faz um grande sorriso no amado, ou amada.

Belo texto, apesar de ter um pouco de saudades misturado a ele...

Fique com Deus, menina M. Nilza.
Um abraço.

angela disse...

Minha alma esta assim hoje.
muito bonito o texto
beijos

Ana Maria disse...

Depois das nuvens cinzentas, estou retornando.
Beijinhos!

Adolfo Payés disse...

Siempre suele pasarnos que nos sintamos confundidos en la vida, que todo cambien...

Un gusto leerte siempre un beso

Un abrazo
Salidos fraternos

Que tengas una muy buena semana...

@philipsouza disse...

Nooo chega la e fala pra pessoa amada o seu sentimento...mas as vezes o ser humano fica assim....

bjao mesmo....e volto sempre aki..

Dalva disse...

Oi Nilza,

teu texto descreve um momento especial que, creio, seja comum a todas nós, mais dia, menos dia. E você conseguiu colocar em palavras o sentimento de muitas de nós!

Uma semana encantada!

Bjs.

Pena disse...

Linda e Simpática Amiga:
Este "na Confusa Vida" fascina, encanta e maravilha.
Parabéns pelo seu maravilhoso e doce "cantinho" das letras e das ideias.
Possui um sentir admirável, brilhante e perfeito.
É uma pessoa maravilhosa, não desanime. Tudo cintila em tudo o que faz com brio e de forma admirável. Doce.É terna e fabulosa.
Linda. Enternecedora.
Bem-Haja pela sua pura amizade.
Beijinhos de respeito, estima e consideração.
Sempre a admirará-la e ao que, ternamente, "constrói" com carinho e dedicado sentido de bom gosto apurado.
Maravilhado por tanto encanto.

pena


Bem-Haja pela sua amizade.
MUITO OBRIGADO!

Jaqueline Sales disse...

Nilza, minha amiga, também tenho sentido falta das conversas, das trocas, das blogagens, mas também tenho me ausentado dos Uivos por absoluta falta de tempo. Aconteceram tantas coisas! Lembra que ano passado precisei me susentar por problemas de saúde? Então... a médica me disse que eu tinha poucos dias de vida. Foi um horror! Precisei me opoerar às pressas, mas o diagnostico foi errado: estou viva e muito bem. Depois desse incidente, descobri que precisava de mais emoção, quwe eu tinha tempo para fazer mais e diferentes coisas. Resolvi fazer vestibular para psicologia, pois poderia entrar como graduada, mas estava fácil demais. Pois é, passei no vestibular na 25a. colocação, precisei deixar de trabalhar à tarde para assistir aulas, e saio correndo do trabalho pela manhã para assisti aula no período da tarde, chego em casa depois das 19:00 horas MORTA, vejo a cassa, arrumo coisas, vejo marido e filhas ... e tudo isso não tem me dado tempo pra mais nada. Mas, como disse, não abando no os Uivos. Adoro meus amigos da net, pois voces me aju8daram muito. Obrigada por voce fazer parte da minha vida, querida.

BeijUivooooooooossssssssss da Loba

disse...

Nilza. bom dia...

Adorei o texto, acho que diz algo que estou sentindo nesse exato momento...

Saudades de alguma coisa que nunca tive, apenas pensei em ter e sonhei que poderia ter em um futuro presente...

Bjs e uma otima semana.

Nilson Barcelli disse...

A vida já é confusa, mas o amor, por vezes, ainda o é mais...
Querida amiga, gostei do texto. Uma espécie de diagnóstico, onde as conclusões são a paz e a saudade, nem sempre inconciliáveis.
Boa semana, beijo.