25 de out de 2009

O medo - você deve conhecer



"Conta-se que numa terra em guerra, havia um rei que causava espanto. Sempre que fazia prisioneiros, não os matava: levava-os a uma sala onde havia um grupo de arqueiros de um lado e uma imensa porta de ferro do outro, sobre a qual viam-se gravadas figuras de caveiras cobertas por sangue. Nesta sala ele os fazia enfileirar-se em círculo e dizia-lhes, então:
"Vocês podem escolher entre morrerem flechados por meus arqueiros ou passarem por aquela porta e por mim serem lá trancados".

Todos escolhiam serem mortos pelos arqueiros.
Ao terminar a guerra, um soldado que por muito tempo servira ao rei dirigiu-se ao soberano:
-Senhor, posso lhe fazer uma pergunta?
-Diga, soldado.
-O que havia por detrás da assustadora porta?
-Vá e veja você mesmo.

O soldado, então, abre vagarosamente a porta e, à medida em que o faz, raios de sol vão adentrando e clareando o ambiente... E, finalmente, ele descobre, surpreso, que... ...a porta se abria sobre um caminho que conduzia à LIBERDADE !!!

Quantas portas deixamos de abrir pelo medo de arriscar?
Quantas vezes perdemos a liberdade e morremos por dentro, apenas por sentirmos medo de abrir a porta de nossos sonhos?

Pense nisso!
Viva, sem medo de abrir novas portas!"

8 comentários:

Li disse...

O problema amiga, não está em abrir portas, mas na incerteza do preço que pagaremos ao abri-las, já que nem ao menos podemos ter a certeza do que se encontra por detrás delas.
Digo por mim, sabe? Quando se trata de grandes mudanças, me acovardo pela incerteza do real desejo em obte-las, me entende? Muitas vezes, me rendo ao prazer morno da mesmice, ao controle do já conhecido ao comodismo do dia após o outro, somente por me sentir "segura".
Beijo grande amiga e agradeço as visitas ao meu cantinho.
Elida

angela disse...

Uma bela história, muitas vezes preferimos ficar com o que conhecemos, mesmo sendo ruim, a encarar o deconhecido.
beijos

Majoli disse...

Olá, cheguei aqui através do blog da Nanda e me tocou muito essa sua postagem, realmente a gente por medo perde as vezes muitas oportunidades de ser feliz.
Gostei muito.

Tenha um bom domingo.
Beijos no ♥

Daniel Savio disse...

E assim nos condenamos a morte, só por não tentarmos viver...

Fique com Deus, menina M. Nilza.
Um abraço.

Patty disse...

OIEEEE.
PASSEANDO E CONHECENDO SEU BLOG, MUITO INTELIGENTE E BONITO...
PARABENS E OFEREÇO-TE MEU AWARD...BEIJOS E TENHA OTIMA SEMANA.
WWW,CANTINHODAPATTY-PATTY.BLOGSPOT.COM

Zé Carlos disse...

MNilza, quantas vezes ao longo da vida passamos por situações semelhantes. Infelizmente só mesmo depois de várias "mortes" conseguimos a coragem necessária para 'arriscar'. Percebeu também contigo?

Beijão do teu amigo, ZC

Dalva disse...

Oi, Nilza!

Essa reflexão é sempre muito oportuna... quanta coisa deixamos de viver quando ficamos paralisadas pelo medo! Medo de mudar, de inovar!

Boa semana!

Bjs.

Raquel disse...

Ola vim fazer um convite especial para uma festa que vai acontecer nesta sexta-feira dia 30-10 lá no kriativa. Tem convite no post de hoje para voce. COnto com sua presença.
http://kriativa.zip.net
Bjos