12 de out de 2009

Uma criança em mim


Pessoinhas que passaram este dia da criança comigo!

Meu corpo ainda não se equilibrava bem sozinho e eu já ouvia: essa menina é moleca!
Magrinha, cabelos cacheados bem clarinhos, olhinhos semelhantes aos de um peixinho e pernas rápidas. Assim eu era. Brincar de bonecas era legal, mas as brincadeiras de meninos eram bem mais interessantes, pois eu subia em telhas e terraços, empinava pipas, conhecia bem os jogos com bolas de gude e outras pouco conhecidas pelas meninas comportadas!!

Na escola, prestava atenção nas aulas para não precisar estudar tudo de novo em casa. Descendente de família humilde, poucos brinquedos eram comprados fora de época. Recordo-me bem das noites de natal em que um senhor alto e nada barrigudinho como Papai Noel vestia-se a caráter para entregar os brinquedos para aquela família de sete crianças. Púnhamos os sapatinhos e esperávamos com ansiedade – aquilo era um grande acontecimento. Só me recordo de ter tido uma boneca e era de louça, restou-me seu vestidinho que foi parar dentro de um dos travesseiros da família para enchimento.

O tempo passou e a essa menina já cozinhava aos 10 anos – lembro-me dos beliscões que levara por conta de um macarrão que não fora lavado bem para retirar a goma...! Aos 15 anos virou uma mocinha de namorado fardado e tudo. Bem mais velho que eu, pouco tempo passou até que nos casássemos.

Assim, foi minha infância. Rápida e com muitas dificuldades familiares. Não me queixo, pois tive uma educação rígida demais sim, provavelmente por isso, precisei de muitos esforços para estudar e me formar, mais ainda para conseguir um emprego seguro e estável como tenho hoje.

Se me perguntarem o porquê de eu gostar tanto de crianças eu direi: primeiro aprendi gostar de mim, dessa criança grande que habita dentro dos hábitos que tenho, dessa maneira até meio infantil de acreditar no bem que cada criança traz em seus olhinhos e até na malícia do sorriso no canto da boca quando quer fazer gracinhas. Sou feliz quando estou com elas, perto delas e sempre consigo travar diálogos sinceros onde elas me convencem e eu as convenço de que somos amigas. A confiança cresce a cada segundo, pois mesmo que eu chame atenção e grite em momentos necessários, elas entendem e acatam. Nesta relação, ninguém há de se envolver, nela existe uma cumplicidade mútua absoluta.

Tenho um sonho e acordada penso um dia torná-lo real. Ele parece meio ideológico demais e quase impossível para os meus padrões, entretanto existe e persiste há anos: trata-se de uma Fundação Filantrópica Infantil que abrigaria crianças e estimularia seus talentos naturais. Essa fundação teria também, o objetivo de buscar o espaço ideal para cada criança junto às empresas. Como vocês podem ver, não seria algo fácil. Sonho é sonho e deixem o meu comigo!!

9 comentários:

Menina Robô disse...

Olá querida, fico feliz por teres gostado do meu cantinho =D
o seu também é especial e desde já lhe estou seguindo.

Feliz Dia das Crianças!

Niny

MaxReinert disse...

Os sonhos são nosso alimento para seguir... e esse seu, que é extremamente lindo, com certeza só há de te trazer coisas boas!

Saudades de vc!
Vida corrida!!!!

as santinhas disse...

oi Nilza, te conheci nos comentários do blog "entremeios" da Angela e resolvi te ver no teu blog e gostei, essa tua última postagem não só é linda como é importante na parte do teu sonho.
gostaríamos de receber tua visita.
abraços. @_@

Daniel Savio disse...

Ai menina, por que não tenta?

Não ganhamos o céu por grande atos, mas sim pelo pequenos gestos para melhor o mundo...

Hah, obrigado pelo e-mails.

E feliz dia das crianças para ti e a tua familia.

Fique com Deus, menina M. Nilza.
Um abraço.

Lunna disse...

Uau, que sonho esse seu... Vale a pena investir porque eu acho que sonhos são promessas de caminho e acordar é a certeza do caminhar. Beijos carissima

Eduardo P.L disse...

Nilza,

acho que deve ter escrito seu link de forma incorreta na inscrição da BlogGincana! Por favor, de uma olhada, e se houver erro inscreva-se, corretamente, de novo!

obrigado

Sandra disse...

QUERO AGRADECER IMENSO CARINHO DESTINADO AO BLOG.
SEM A SUA PRESENÇA NADA AQUI SERIA POSSÍVEL.
SOU FELIZ COM A SUA PRESENÇA.
COM MUITO CARINHO, RECEBO TODOS OS DIAS OS SEUS COMENTARIOS, AS SUAS ALEGRIAS.
COMO É BOM TER AMIGOS.
ESTOU BEM MELHOR...AS VEZES PRECISAMOS DAR UM TEMPO. A VIDA CONTINUA E ESPERANÇA TAMBÉM.
SANDRA

Nilson Barcelli disse...

Querida amiga, o seu sonho é tão bonito...
Como bonita foi a sua infância, afinal. Apesar das limitações da época e familiares, vc é uma pessoa adulta bem formada e com o sentido da solidariedade.
Beijos.

Raquel Machado disse...

Oie...
Vim avisar que tem selinho para voce no post de hoje fique a vontade para recusar.
http://kriativa.zip.net
Bjos