1 de nov de 2009

Noite com Vampiro


Tema: Uma noite de Arrepiar

Eu não entendia o porquê de certos acontecimentos em minha vida. Não sabia por que, em determinados dias sem explicação aparente eu era tomada por sensações de horror que as minhas entranhas assimilavam com tamanha facilidade. Eu não sabia por quê. E saber por que era o que eu mais buscava entender.

Certa noite, diante das paisagens mais variadas e lindas, diante dos campos mais vastos e verdes, surgiu em meu caminho um cavaleiro lindo, de pele clara, trajes de requinte, cabelos lisos como a seda, sorriso aberto e olhos profundos, penetrantes e eu me sentia em estado alfa. Aproximou-se e num movimento rápido segurou-me a cintura e ali rodopiávamos numa dança sem canção. Eu me sentia – misteriosamente feliz com tal visão e sentir.

Pouco a pouco eu era entregue aquele homem encantador onde somente em sonhos eu imaginava existir. Ele não falava, olhava fixamente em meus olhos como se me devorasse a mente, tomava meus mais profundos segredos e desejos com tanta facilidade que o medo era substituído pela sensação boa de ser desejada daquela forma.

Nossas roupas estavam em nossos corpos, mas eu me sentia nua e o via assim também. Suas carícias me arrepiavam em toda extensão do corpo. Já não era possível resistir... Eu queria aquele homem e ele também a mim. Entregues passamos das carícias suaves às mais fortes e ardentes. Meu corpo suado sentia algo bem quente, um pouco mais que o normal. Seus beijos eu apenas correspondia, não abria os olhos com receio de acordar daquele sonho. Um líquido quente percorria meu pescoço e descia pelo ventre trazendo um desejo incontrolável.

Com toques de paixão ao ápice desse amor estranhamente alcançamos o solo, testemunha daquele amor que haveria de se concretizar, não havia cama, porém a grama era macia como os lençóis de seda, seria nosso ninho de luxúria onde nos consumiríamos a cada momento. Nesta loucura mórbida a lua firmava-se com propriedade, mais uma testemunha daquela loucura. Lentamente, penetrava em mim algo afiado, a dor se correspondia com o prazer, o meu tempo passava em outra velocidade, onde a completa insanidade se apoderava de mim. Eu era trucidada lentamente, o sangue já nos fazia flutuar naquela invasão de sentimentos confusos. Escrava daquela sina, entregue ao destino da noite.

Já era dia quando abri os olhos. O cenário não era aquele em que vivi aqueles momentos mágicos e estranhos. Não estava ao meu lado o cavaleiro, todo aquele sangue sumira. Levantei-me e pus a caminhar de volta para casa. Tonta e sem saber onde começava e terminava a realidade, entrei naquela casa que ficara distante do cenário por onde andei. Resolvi tomar um banho, talvez a água pudesse me acordar ou me esclarecer tudo aquilo que vivi. A resposta veio ao me olhar no espelho – meu pescoço era o palco da marca eterna daquela noite, dois pontos anunciavam por onde havia saído tanto sangue...

11 comentários:

angela disse...

Uma noite fascinante e terrível muito bem narrada.
beijos

Daniel Savio disse...

Vampiros são assim, monstros sedutores...

Belo texto menina M. Nilza.
Um abraço.

as santinhas disse...

oi m.nilza, estamos passando para te desejar tbm dois bons dias desse feriadão. obrigada pela visita. o conto, uii, macabro!
abracinhos. @)@

Pena disse...

Admirável Amiga:
Um Post interessante, inusual e de uma bela sonhadora perfeita.
Aconteceu? Não aconteceu?
Se fosse assim verificava porque encanta e fascina. Teria sido um vampiro ou um Príncipe...?
Beijinhos amigos.
Com imenso respeito, estima e consideração.
Sempre a admirá-la

pena

Bem-Haja, pela sua amizade.
Ela é preciosa.
É uma honra lê-la, fá-lo brilhante e fantasticamente.

Beta disse...

Olá Nilza!
Que bom que ganhamos mais um elo!!!
Fico muito feliz com isso!
Seja bem vinda!!!

Bj
Beta

Gislãne disse...

UaU
belo texto
:*

La Sorcière disse...

Texto ótimo!!!! Adorei! tenho uma queda por vampiros:)
Bj

Zé Carlos disse...

Oi menina MNilza, algumas vezes temos o direito de perder o nosso Norte, mas nem sempre....

Beijos do ZC

Raquel Machado disse...

Oi flor,
Vim conferir sua história gostei da narrativa...eu gosto muito de histórias de vampiros eles realmente são criaturas sedutoras e aterroriantes. Gostei muito de sua participação te aguardo para o próximo.Beijos

Sereia disse...

Bom diaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!
Muito obrigado pela visita,eu li a sua história sim e adorei, embora ñ haja uma combinação coerente entre SEREIA e VAMPIRO,rsrsrsrsr
Um lindo dia!!!
Bjsssssssssssssssss

angela disse...

Tem uma brincadeira para você participar em meu blog, passepor lá e participe se quiser.
beijos