11 de jan de 2010


Olhei para o vão que havia em mim e meu caminho.
Percebi algo suave e ao mesmo tempo longo e profundo.
Não desanimei. Segui e enfrentei.
Cobri-o com carinho do céu que existia em meu coração.
Aos poucos admirava as estrelas, a lua e o sol
Que juntos o esquentava e o agitava nas noites de prazer.
A lua sempre mais tímida se formava em metade,
as estrelas num reluzente brilho,
Apressavam-se a me convidar
Para a pista da última dança do baile
que começara fazia tempo e

já era hora de ir...

13 comentários:

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

É bom saber colocar tudo o que percebemos em nós mesmo em palavras.

até mais.

Jota Cê

Zé Carlos disse...

Menina querida, vc a cada dia que passa se torna uma poeta mais deliciosa de se ler!!!

Adoro vc... beijossssssssssssssssss

angela disse...

Suave e triste ao mesmo tempo.
Muito lindo amiga
beijos

Daniel Savio disse...

É o baile da vida?

E bela poesia, menina.

Fique com Deus, menina M. Nilza.
Um abraço.

Sonhadora disse...

Belo texto...adorei.
Beijinhos de boa noite.

Sonhadora

Pena disse...

Um poema muito belo, terno e perfeito.
Extraordinária Amiga:
Parabéns pela pureza e encanto do soberbo poema que adorei.
Linda.
Beijinhos amigo de um respeito e estima enormes.
Sempre a admirar a sua imensa significação de doçura e genialidades poética e humana.

pena

Bem-Haja, terna amiga.
Excelente!
MUITO OBRIGADO pela visita amiga.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Poema leve e gostoso de ler e sentir. Gostei dessa última dança.Parabéns. Estou seguindo seu blog.Obrigado pela visita,volte sempre.Beijos

Luciano A.Santos disse...

M.Nilza,

Bela poesia! Leve, cheia de sentimentos e emoções.

Grande abraço.

Gislãne disse...

lindo poema!
como sempre surpreendente!
bjos sinceros

Silvana Nunes .'. disse...

Olá, boa tarde.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... está convidando para conhecer uma lenda bastante contemporânea - a do pássaro-cabeça-de-vento.
É só clicar no link http://www.silnunesprof.blogspot.com que você chega até lá rapidamente.
Gostaria que tivesse um pouquinho mais de paciência comigo, estou com alguns probleminhas para resolver: preciso de um novo exame de vista e de um monitor novo, o meu está meio embaçado, já tentei regular, mas o problema está com ele mesmo, tenho de comprar outro. E agora não me encontro em condições disso - só eu sei o sacrifício que faço para postar as histórias.
A PAZ .
Saudações Florestais !

Maria disse...

Lindos versos!

Beijinhos
Maria

Lúcia Amorim: disse...

Bom dia!!!
Bela poesia...gostei muito irei visita-la sempre.
carinho.

Dalva disse...

Nilza,

Muita suavidade...

Bjs.