19 de abr de 2009



Momentos, palavras doces, ásperas tantas vezes, estarão para sempre em nossas vidas, perpetuamente! Silêncios que pertenciam à imaginação, longe da realidade, são agora o que nos une, a cada segundo, minutos, horas e dias são como séculos que nos distanciaram nessa busca insana de um encontro sem fim, sem resposta, sem sentido.

E tanto de mistério, de sonhos acordados, sobressaltos vieram, num sacudir cruel. Nas memórias serenas, idéias peregrinas e ciganas, que em noites frias me aqueceram e esqueceram. Alma em chama numa vontade de amor, por um minuto que fosse. Dorme um sono claro e calmo, num hoje em volto no real.



Quero de volta a alegria de que poucos viram,
esse clarão mágico que ficavam em nossos olhos ao imaginarmos nos ver. Um momento emudecedor presos nas garras de uma paixão,
enlouquecidos pelas mudas palavras, expressas pela claridade de algum objeto extraterrestre, presenciado pela lua e apoiado pelo brilho do sol
Foi embora sem ter vindo, morreu sem jamais ter vivido.

7 comentários:

Adolfo Payés disse...

Wow precioso.

saludos fraternos con mucho cariño
un beso

y abrazo grande de ternura

Zé Carlos disse...

Olá menina querida, lindo seu texto, mas discordando apenas de ouvir vc dizer "Foi embora sem ter vindo, morreu sem jamais ter vivido"A sua alegria querida, está dentro do seu peito, é este coração pulsante que leva a felicidade a todos os que te amam.

Daniel Savio disse...

Bela poesia, apesar de ser meio triste...

Pois estamos a fardados a felicidade, o que não identificamos é a felicidade.

Fique com Deus, menina M. Nilza.
Um abraço.

M. Nilza disse...

Daniel,

Vc, assim como o Adolfo têm me feito muito bem, da mesma forma que O Zé Carlos já faz há tantos anos.

Obrigada a todos

. fina flor . disse...

querida, se quer a alegria de volta, ela virá, pois querer é o primeiro passo ;o)

beijocas e boa semana,

MM.

Nanda disse...

Nossa... me arrepiei, me emocionei...
me li em suas linhas e principalmente nas entrelinhas...
Sensibilidade maxima...

beijos

Desnuda disse...

Que texto poetico lindo amiga!


Linda semana. Beijos